Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A melhor coisa (e também a mais estranha) para desejar aos recém-casados

COUPLE
Unsplash - CC0
Compartilhar

"Desejo muitas bênçãos e um monte de …"

Imagine dois jovens que acabaram de se comprometer um um ao outro diante de Deus e de todos os seus entes queridos. Nesse momento, sempre há alegria, lágrimas de emoção e, talvez, chuva de arroz. Há também desejos de saúde, felicidade, prosperidade, filhos, bênçãos de Deus … Mas então, de repente, como um raio vindo do céu, o marido e a mulher recém-casados ouvem: “Desejo-lhe muitas crises”.

Desejo-lhe muitos problemas! 

Por que alguém que nos ama e se importa conosco iria dizer essas coisas num dia tão lindo?  

Talvez seja impactante ouvir as pessoas esperando que você tenha crises, mas é realmente uma grande coisa para se desejar aos recém-casados. Por quê? Porque isso diz a verdade sobre o que virá no futuro e, ao aumentar nossa consciência, pode nos ajudar a antecipar certas situações. 

E isso não diz respeito apenas ao casamento. Um dia, perguntaram a um empresário o que significava sucesso para ele. Ele respondeu: “É estar constantemente pronto para uma crise.” De minha própria experiência, sei que qualquer pessoa que não aplique essa verdade do mundo dos negócios em todas as áreas da vida não terá sucesso. Você pode dizer: “Como o nosso casamento pode falhar? Como, se estamos tão felizes e apaixonados um pelo outro?” Mas o fato é que precisamos estar preparados para as dificuldades, que são inevitáveis.

Até mesmo o mais belo relacionamento, se não protegido pela consciência de suas fraquezas e vulnerabilidades, pode desmoronar sob o peso das más experiências, dificuldades e crises que encontraremos em nossa vida cotidiana.

7 anos de vacas gordas, 7 de vacas magras

É famoso o relato bíblico em que José prepara o Egito para sete anos de fome. Ele interpreta dois sonhos enviados por Deus ao Faraó, profetizando sete anos de abundantes colheitas seguidos de sete anos de fome.

José, sabiamente, aconselha que todos armazenem comida durante os primeiros sete anos, a fim de se manterem durante os sete anos de fome. Assim o povo do Egito foi salvo.

O mesmo acontece com o casamento. Para se preparar para os anos austeros na relação os casais devem acumular “provisões”. Devem encher os celeiros de fidelidade, amor, compreensão, sacrifício e perdão – elementos que podem faltar quando o campo da sua vida diária deixar de dar frutos por causa do desânimo, cansaço físico, das mudanças de interesses e hábitos e da falta de crescimento pessoal.