Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O Ato Penitencial na Missa equivale à confissão?

On Friday I was privileged to be able to photograph the events of the St Patrick’s day Parade and Mass in New York City. It’s a day of intense joy and remembrance. A day that celebrates the life of Saint Patrick, Irish Catholic heritage and the tradition of New York as a city of immigrants.

Regardless of ethnicity or creed, the entire city joins together in a spirit of joyful celebration, it’s an epic experience.

There were a endless list moments to capture, from the bagpipers and drums, corps to the solemn remembrance for the 343 FDNY Firefighters that lost their lives on 9/11, to the memory of NYPD Officer Steven McDonald…

But the most intense moment of the day didn’t happen among the throngs of people lining Fifth Avenue, it was at the Mass.

I saw a young women rise out of her pew to receive Communion…she quietly returned and knelt down, looking upward and slowly closing her eyes at that moment she entered into Communion…

It was a truly sacred moment.

The beauty seen in the image is not hers…it‘s God’s…

Photograph by Jeffrey Bruno for Aleteia
Compartilhar

Se esse é um momento para pedir perdão, então eu não preciso me confessar com o padre?

O Ato Penitencial durante a Missa é momento de olharmos para nosso coração e reconhecermos que não somos dignos de estar diante do Altar do Senhor, mas Seu infinito amor de Pai nos faz dignos. É momento de pedir perdão. No entanto, esse rito é suficiente para perdoar os pecados a ponto de não precisar mais confessar? É isso que o Padre Camilo Júnior esclarece: em cinco pontos-chave:
1. Dentro dos ritos iniciais da Missa, temos o Ato Penitencial. Momento de, com muita humildade, olharmos para o nosso coração e reconhecer que não somos dignos de estar diante do altar do Senhor, mas o seu infinito amor de Pai nos faz dignos. É o próprio Cristo que nos convida para estar à mesa com Ele. Jesus sempre se sentou à mesa com os pecadores para ensinar que o pecador também tem lugar na mesa de Deus;

2. Na Missa, O Ato Penitencial é o momento em que a comunidade expressa seu pedido de perdão por não viver ainda o mandamento do amor e por nem sempre colocar no centro da vida de fé a vontade do Senhor, como Jesus nos ensinou a rezar: “Seja feita, ó Pai, a tua vontade”;

3. Porém, o Ato Penitencial na Missa não equivale ao Sacramento da Confissão. Ele é uma pré-disposição para, no momento oportuno, se buscar a confissão sacramental, que é o canal da graça de Deus, através da Igreja, para a remissão dos pecados;

4. O Ato Penitencial expressa bem o momento que rezamos também antes da comunhão, após a oração do Cordeiro, em que pedimos que ele tenha piedade de nós, pois mesmo não nos reconhecendo dignos de que ele entre em nossa morada, acreditamos que Sua Palavra de amor pode nos salvar;

5. Sendo assim, o Ato Penitencial expressa a disponibilidade do coração em acolher a Palavra de Deus que vai ser proclamada e de permitir que Sua Palavra transforme nossa vida, nos colocando num caminho de profunda conversão e de busca pela santidade. Porém, ele não tem a função de perdoar os pecados, mas sim, nos fazer rezar nossa situação de pecadores que confiam na misericórdia do Pai, que nos ama, não porque nós merecemos, mas sim porque o amor é dom gratuito do seu coração.

(Do site A12.com)

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.