Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Do que você se lembra quando vê os novinhos do bolo do seu casamento?

CZEGO NIE MOŻE ZABRAKNĄĆ NA ŚLUBIE
Compartilhar

Veja o que fez esta mulher ao ver os novinhos de plástico em cima de um móvel da casa dela

Há poucas semanas, uma amiga minha postou no Facebook a imagem daqueles bonequinhos que servem como topos de bolo de casamento, sabe? O noivo com chapéu e fraque e ela de branco, com tiara. No post, ela dizia algo assim: “Novamente, vi os bonequinhos do nosso bolo de casamento e pensei em quantas coisas passamos juntos. Obrigada por esses anos. Feliz aniversário. Te amo, meu amor”. 

As felicitações e as curtidas não demoraram a aparecer. E não era para menos. Todos os nossos amigos em comum sabem que ela tem um casamento nada fácil, pois desde o começo o casal passou por vários problemas de saúde. No segundo ano do casamento, o marido sofreu um acidente e não conseguiu mais trabalhar.  Os filhos, agora já formados, tiveram que suar a camisa para entrar na universidade. 

Foi a minha amiga que assumiu as despesas da casa, aceitando qualquer tipo de trabalho, inclusive os que estavam abaixo de suas capacidades. Ela foi esposa e mãe, e nunca mediu esforços para que a família ficasse bem. Vendeu até as poucas jóias que tinha para pagar os estudos dos filhos; trabalhava até de madrugada para pagar a hipoteca da casa. 

“Na saúde e na doença”

Quando as amigas lhe perguntam como ela consegue ser feliz, ela diz sempre o mesmo: “é que eu estou casada com o homem da minha vida”. Para ela, ele é mais bonito que o George Clooney e mais alto que o John Wayne. Mas, principalmente, diz minha amiga, é um homem bom. Porque quando eles disseram sim, era ela que estava mal de saúde e ele decidiu se casar para ficar ao seu lado 24 horas por dia. 

Depois, ela passou por um tratamento e se curou. Mas ele já tinha dito que ficaria com ela “na saúde e na doença”, apesar de seus pais afirmarem que, ao se casar com minha amiga, ele estava perdendo a própria vida. 

Aqueles novinhos de plástico que hoje estáo no móvel do corredor da casa dela é como um filme da vida do casal. E o que o topo de bolo produz em quem os conhece é o que a publicidade chama de “efeito WOW” (efeito surpresa). WOW, quantas provas eles já passaram e se amam cada dia mais!

E você, guardou esta lembrança do casamento? Do que você se lembra quando vê os novinhos de bolo? 

 

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.