Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Estilo de vida

Você e seu filho são amigos?

FAMILY

Shutterstock

Beatriz Camargo - publicado em 19/04/19

Buscar aproximação e estabelecer um diálogo ajudam a manter um bom relacionamento com o filho adolescente

Um dia, enquanto caminhava com uma amiga pelo shopping, presenciamos uma mãe chamando a atenção do filho em voz alta. O adolescente, que aparentava ter cerca de 14 anos, pareceu muito envergonhado e tentou sair de perto da mãe o mais rápido possível.

Notei a cena em segredo, porém minha amiga – que é mãe de um adolescente da mesma idade –  se familiarizou com a situação e soltou: “isso já não acontece mais comigo, mudei meu jeito de lidar com meu filho e agora somos amigos”.

A partir daí, por quase duas horas, ela me contou todos os desafios que tinha em casa, pois o filho, que até os 11 anos demonstrava ser um menino muito calmo e doce, passou a apresentar alguns sinais de rebeldia.

Como suas palavras tinham um tom do tipo: “você também tem um filho, então memorize essas minhas dicas, pois elas poderão ser muito úteis no futuro”, guardei mentalmente as três linhas gerais dessa conversa e vou compartilhá-las aqui.

1. A importância dos momentos de lazer em família

Segundo minha amiga, ter um programa semanal em família virou uma regra.Ela disse que passou a sentir o filho mais próximo depois que ela e o marido fixaram um dia de passeio em família e que são flexíveis com as vontades do filho, pois o deixam sugerir eventos, restaurantes, filmes e, muitas vezes, permitem que o garoto convide um ou dois amigos a se juntarem a eles.

Essa aproximação permitiu uma observação mais atenta sobre como o comportamento do garoto tem mudado, como são suas amizades e como ele os colegas compartilham dos mesmos gostos.

LARGE FAMILY
Di YanLev - Shutterstock

2. Ouça seu filho com a razão, não com a emoção

Muitos adolescentes têm um poder argumentativo surpreendente e, não raro, deixam os pais sem uma resposta no momento necessário. Minha amiga disse que, em alguns embates que tinha com o filho costumava entrar em pane ao tentar rebater a forte opinião dele. Muitas vezes, o garoto soltava frases do tipo “é assim e ponto” para encerrar a discussão.

Ela disse que é um exercício muito difícil, mas que ouviu de seu terapeuta que é importante tentar ouvir os jovens com a razão, deixando a emoção de lado. Segundo ela, desde que o filho fale com respeito, ele tem total liberdade de expressar sua opinião e que, mesmo sabendo que a mãe não vai mudar de ideia, o garoto sente-se bem por ser ouvido.

MATKA ROZMAWIA Z SYNEM
Shutterstock

3. Seja firme

“Baixei a guarda, mas não amoleci”: foi essa a frase usada por minha amiga para resumir sua mudança de atitude em relação ao filho. Segundo ela, o ambiente em sua casa está mais harmonioso e sem brigas, porém isso não quer dizer que as regras mais rígidas deixaram de existir.

Segundo ela, dormir na hora certa, fazer os deveres da escola e manter o quarto organizado são algumas das “leis” que devem ser cumpridas sem questionamentos. Ela fala que é importante que ele siga certa disciplina, pois sabe que em algum momento a vida adulta vai lhe cobrar isso.

Por fim, minha amiga sabe que quando é necessário lembrá-lo disso, é impossível não ser enfática: “Um dia ele vai crescer, ser adulto e terá de lidar com sua liberdade de escolha, mas por enquanto é apenas um jovenzinho que, às vezes, quer agir por conta própria e, nessas horas, meu papel é de adverti-lo de que ‘regras são regras’”, conclui.

FATHER
Shutterstock-Stock Rocket


PARENTING

Leia também:
Ideias para controlar filhos com mau comportamento

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
EducaçãoEducação dos FilhosFilhosMaternidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia