Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Um hábito que vai turbinar a sua memória

Por Nong Mars/Shutterstock
Compartilhar

Quer parar de esquecer as coisas? Siga este pequeno truque

Em algum momento dos últimos anos, percebi que meu cérebro estava se tornando menos ágil. Não era um sintoma preocupante, que necessitassem uma visita ao médico, mas uma consciência que minha mente estava menos aguçada do que costuma ser.

É como se fosse uma escova de dentes usada. Você não percebe o quão suave eram as cerdas até comprar outra.

Eu tinha momentos de lucidez em um dia ou uma semana que faziam perceber que meus pensamentos estavam confusos. 

E eu queria mudar isso. Queria tomar melhores decisões e lembrar de todas as coisas que eu precisava comprar no supermercado. Queria poder me concentrar melhor e ter mais clareza no meu dia. Também queria melhorar meu relacionamento com as pessoas. E eu sei que quanto mais eu trabalhar a minha mente agora, segundo estudos, mais claramente poderei pensar no futuro. 

Por isso, uma coisa que eu comecei a fazer tem me ajudado muito. Eu descobri o tanto que é importante escrever as coisas. Não estou falando só de anotar telefones. Falo de pegar uma caneta e um papel e escrever à mão o que eu quero dizer e e o que eu preciso lembrar. 

Escrever as coisas ajuda muito. Os pesquisadores chamam isso de “efeito de geração”: quando você processa e produz informação por conta própria, você a retém melhor do que apenas lendo-a.

Mas sobre o que escrever? Aqui vão algumas dicas: 

Cartas

As cartas que você escreve à mão e envia pelos correios não só ajudam a melhorar a sua memória, como também fazem a pessoa que a recebe se sentir mais amada, pois você tirou um tempo para pensar nela. 

Listas de prós e contras

Você está tomando uma decisão? Pensando em algo grande? Escreve o que você está pensando. Inclua os benefícios e as desvantagens que virão como resultado da decisão em questão. 

– Pequenas coisas 

Faça listas de coisas, escreva cartões de aniversários, anote os pontos de uma reunião de trabalho ou de palestras de que você participar. Outras dicas: anote seus compromissos da semana em uma agenda de papel e cole um calendário na parede para lembrar de seu planejamento e datas importantes. 

– Emoções

Se você está passando por um momento difícil, isto é especialmente útil. Processe a sua dor, a sua raiva, a sua tristeza. Escrever é uma espécie de terapia. Mas você não tem que focar só nos sentimentos negativos. Escreva as coisas boas que acontecem em seu dia a dia, por menores que elas sejam. Inicie um diário de gratidão. 

– Observações sobre saúde

Quer perder ou ganhar peso? Quer mudar seus hábitos de vida? Escreva tudo isso. Uma coisa é comer bem, outra (bem melhor) é ter um registro visual do que você conseguiu nos últimos dias. Isso te trazer muitas informações úteis.

Enfim, escrever as coisas do seu dia a dia vai ajudar a manter sua memória em dia agora e no futuro. Este hábito também proporcionará uma razão para desacelerar um pouco. Você passará mais tempo fazendo algo concreto, ao invés de dar voltas na cabeça. O ato de escrever também trará disciplina e concentração neste mundo de distração e multitarefa. 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.