Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Adolescentes que jantam em família são mais saudáveis

FAMILY DINNER
Monkey business images - Shutterstock
Compartilhar

Pesquisa comprova que esse hábito propicia o consumo de alimentos com melhor qualidade nutricional

Para muitas famílias, reunir-se em volta de uma mesa tem sido algo que só acontece em datas especiais e festividades como Páscoa e Natal. Embora pais e mães desconheçam, a escassez das refeições em grupo tem impactado tão profundamente a rotina alimentar de crianças e adolescentes que já existem inúmeras pesquisas científicas sobre o assunto.

Num dos mais recentes estudos sobre o tema, pesquisadores identificaram que hábitos como o de jantar em família estão diretamente ligados à boa qualidade dos alimentos que os filhos comem. O principal objetivo do estudo é oferecer subsídios aos profissionais de saúde pública que atendem pais e mães muito ocupados.

Porém, um ponto interessante considerado pelos pesquisadores durante a apuração dos dados foi a questão do funcionamento familiar, ou seja, o modo como os membros da família se comunicam, estão conectados emocionalmente e ajudam um ao outro a solucionarem problemas. E que, mesmo em lares mais desorganizadas, sem muitas regras de horários e imposições ao comportamento das crianças, prevaleciam os mesmos benefícios de uma refeição compartilhada por uma família tida como mais convencional.

A pesquisa  teve como amostragem um grupo de 2.728 adolescentes com idade entre 14 e 24 anos que fazem parte do Growing Up Today Study II (GUTS), programa realizado a partir do trabalho conjunto de médicos e pesquisadores do Brigham and Women’s Hospital de Boston e da Harvard School of Public Health. O GUTS tem por objetivo analisar a influência da dieta e do exercício no peso ao longo da vida de uma pessoa.  

Com que frequência você se senta à mesa com outros membros de sua família para jantar? Quantas frutas e verduras são oferecidas nas refeições? Você se alimenta com comidas compradas via serviço delivery e/ou fast food? Quais as bebidas doces você costuma consumir? Essas foram algumas das perguntas respondidas pelos participantes.

As principais conclusões obtidas pelos pesquisadores com as respostas foram:

– Quanto mais frequentes os jantares em família, melhor será a qualidade nutricional dos alimentos consumidos;

– Adolescentes que jantam com os pais consomem mais frutas e vegetais, e menos alimentos industrializados, congelados e fast food;

– Entre os participantes do sexo masculino, existe a tendência de menor consumo de bebidas doces quando os jantares são compartilhados com os familiares;

A partir dessas constatações, os pesquisadores querem divulgar amplamente a pesquisa com a finalidade de incentivar a realização de refeições em grupo pelas famílias. Eles sugerem também algumas estratégicas para que as refeições em família sejam um sucesso:

– Convide o seu filho a lhe ajudar no preparo da refeição, além de ser uma tarefa tranquila, isso lhe dará uma nova habilidade;

– Crie metas possíveis. Estabeleça uma refeição ao dia e, à medida que ocorrerem mudanças positivas e os horários permitirem, tente estabelecer outras refeições em grupo;

– Tenha um cardápio prático, com receitas simples e rápidas. Também é válido utilizar alimentos congelados por você mesmo, como grãos cozidos e carnes, e comprar vegetais e saladas de folhas já cortados e higienizados, que agilizam o preparo das refeições.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.