Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Líderes mundiais reagem à rebelião de militares na Venezuela

LEOPOLDO LOPEZ

Twitter-@leopoldolopez

Agências de Notícias - publicado em 30/04/19

Washington lidera a pressão internacional pela saída do presidente Nicolás Maduro do poder

A rebelião na madrugada desta terça-feira de um grupo de militares venezuelanos em apoio ao líder opositor Juan Guaidó teve repercussão ao redor do mundo.

– Estados Unidos –

Washington, que lidera a pressão internacional pela saída do presidente Nicolás Maduro do poder, imediatamente expressou apoio ao levante militar.

“Hoje o presidente interino Juan Guaidó anunciou o início da Operação Liberdade. O governo dos Estados Unidos apoia completamente os venezuelanos em sua busca pela liberdade e a democracia”, escreveu no Twitter o chefe da diplomacia, Mike Pompeo.

– Luis Almagro, OEA –

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, um dos primeiros a tornar público o seu apoio a Guiadó, escreveu no Twitter: “Saudamos a adesão dos militares à Constituição e ao Presidente encarregado da #Venezuela @jguaido. É necessário o pleno apoio ao processo de transição democrática de forma pacífica”.

– Colômbia –

O presidente colombiano, Iván Duque, pediu aos militares na Venezuela que se unam a Guaidó: “Lançamos um chamado aos militares e ao povo da #Venezuela para que se coloquem do lado certo da história, rejeitando a ditadura e a usurpação de Maduro”, escreveu no Twitter.

– Grupo de Lima –

O governo colombiano convocou uma reunião de emergência do grupo de 14 países que se opõe a Maduro e em apoio a Guaidó em busca de uma “solução pacífica” para a crise venezuelana.

“Apoiamos plenamente o presidente interino @jguaido em sua luta para recuperar a democracia na Venezuela. O regime usurpador e ditatorial de (Nicolás) Maduro deve chegar ao fim”, disse a chancelaria do Peru, país que promove o bloco, logo após a solicitação da Colômbia.

– Cuba –

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, rejeitou a revolta contra seu aliado socialista, o presidente Nicolás Maduro, ao qual reiterou seu “firme apoio”.

“Rejeitamos este movimento golpista que pretende encher o país de violência”, escreveu o governante cubano no Twitter.

– Bolívia –

O presidente dea Bolívia, Evo Morales, condenou “energicamente” o que chamou de “tentativa de golpe de Estado na #Venezuela, por parte da direita submissa aos interesses estrangeiros”, escreveu no Twitter.

Morales chamou os “governos da #AméricaLatina que condenem o golpe de Estado na #Venezuela e impeçam que a violência tire vidas de inocentes”. E acrescentou: “Seria um nefasto antecedente deixar que a intromissão golpista se instale na região. O diálogo e a paz devem se impor sobre o golpe”.

– Brasil –

O presidente Jair Bolsonaro manifestou o apoio do Brasil “ao processo de transição democrática” na Venezuela.

“O Brasil acompanha com bastante atenção a situação na Venezuela e reafirma o seu apoio na transição democrática que se processa no país vizinho. O Brasil está ao lado do povo da Venezuela, do presidente Juan Guaidó e da liberdade dos venezuelanos”, escreveu no Twitter.

– Chile –

“Reiteramos nosso total apoio ao Pdte Guaidó e à democracia na Venezuela. A ditadura de Maduro deve terminar pela força pacífica, e dentro da Constituição, do povo venezuelano. Assim serão restabelecidas as liberdades, a democracia, os direitos Humanos e o progresso na #Venezuela”, tuitou o presidente chileno, Sebastián Piñera.

– México

O governo mexicano “manifesta sua preocupação com a possível escalada de violência e derramamento de sangue que pode ocorrer”, disse o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado, reiterando seu desejo de encontrar “uma solução pacífica, democrática e mediante o diálogo para essa crise”, indicando que está em contato com 16 países que compõem o Mecanismo de Montevidéu para a busca de uma rota comum.

– Equador –

O Equador reitera “seu firme apoio ao presidente Juan Guaidó nos momentos difíceis vividos na Venezuela” e pediu “uma saída de transição, em paz e sem derramamento de sangue”, tuitou o chanceler José Valencia.

– Paraguai –

Mario Abdo, presidente do Paraguai, escreveu: “Valente povo da Venezuela! Chegou a sua hora!”

– Argentina –

O presidente Mauricio Macri disse que a Argentina desconhece “a autoridade do ditador Maduro” e desejou “que este seja o momento decisivo para recuperar a democracia” e “que a longa angústia que levou ao sofrimento e ao medo dos venezuelanos chegue ao fim”.

– Rússia –

A Rússia acusou a oposição de alimentar o conflito na Venezuela e apelou que se estabeleçam negociações para evitar um banho de sangue. “A oposição radical na Venezuela voltou a utilizar de novo métodos duros de confrontação” que costumam “alimentar” o conflito, criticou o Ministério das Relações Exteriores russo em comunicado.

– Espanha –

“Desejamps com toda a nossa força que não haja derramamento de sangue”, disse Isabel Celáa, porta-voz do governo de Pedro Sánchez, que reconhece Guaidó como presidente encarregado do país.

A porta-voz insistiu que “a solução para a Venezuela tem que partir das mãos de um movimento pacífico, de eleições democráticas. Portanto, a Espanha não apoia nenhum golpe militar”, acrescentou.

– Turquia –

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan condenou a “tentativa de golpe” na Venezuela.

“Como país que lutou contra golpes de Estado e que experimentou as consequências negativas causadas por golpes, condenamos a tentativa de golpe na Venezuela” disse Erdogan, aliado do presidente Nicolás Maduro, pelo Twitter.

– Itália –

Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro e homem forte do governo da Itália – um dos poucos países europeus que não reconhece Guaidó como presidente interino -, pediu o “afastamento do ditador Maduro” da Venezuela assim como uma “solução pacífica e não violenta da crise que leve a eleições livres”.

– Reino Unido –

O governo da primeira-ministra britânica, Theresa May, que também reconhece a presidência interina de Guaidó, pediu uma “solução pacífica” para a crise.

“Nosso foco está numa resolução pacífica da crise e na restauração da democracia venezuelana. Os venezuelanos merecem um futuro melhor, eles sofreram o suficiente e o regime de Maduro deve acabar”, disse o porta-voz de May.

– Canadá –

O Canadá pediu que se “garanta a segurança” de Guaidó e do opositor Leopoldo López, que deixou sua prisão domiciliar e apareceu reforçando os pedidos para que se tomem as ruas.

“Os venezuelanos que apoiam pacificamente o presidente interino Guaidó devem fazer isso sem temor de intimidação ou de violência”, disse a ministra das Relações Exteriores, Chrystia Freeland.

– ONU –

O chefe da ONU, António Guterres, pediu para que se evite toda a violência na Venezuela e se restaure a calma, disse seu porta-voz nesta terça-feira.

“O secretário-geral pede a todas as partes que exerçam o máximo de autocontrole, e a todos os envolvidos para evitar qualquer tipo de violência e que tomem medidas para restaurar a calma”, disse Stephane Dujarric aos jornalistas.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Mundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia