Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Duas questões que podem proporcionar boas horas de meditação

PRAYING

Cathopic- Dimitri Conejo Sanz

Philip Kosloski - publicado em 02/05/19

Perguntas capazes de encher os corações cristãos de fé e amor

Às vezes, a gente se senta ou ajoelha para meditar e não sabe nem por onde começar este exercício, não é mesmo? Pois bem: os melhores tópicos para meditação são na forma de perguntas, que podemos fazer lentamente e irmos buscando as respostas no fundo dos nossos corações.

No livro “O Combate Espiritual”, o padre italiano Lorenzo Scupoli sugere duas perguntas para iniciarmos nossa meditação:

  • O que Jesus já fez por nós?
  • O que nós deveríamos fazer por Jesus?

Scupoli ainda expande o assunto e oferece outros pontos de reflexão relacionados às duas perguntas:

“Volte, então, seus olhos para Jesus… Considere a magnitude de Seus tormentos e humilhações, maior do que a merecida pelos criminosos mais cruéis. Surpreenda-se ao vê-lo em meio a essas agonias, não apenas firme e resoluto, mas até repleto de alegria, como se o dia de Sua paixão fosse um dia de triunfo. Assim como algumas gotas de água salpicadas em uma chama apenas acrescentam uma nova intensidade ao seu brilho, seus tormentos, abraçados em uma caridade que fez o fardo parecer leve, servem para aumentar sua alegria e desejo de sofrer ainda mais aflição.”

Também é importante lembrar que a Paixão e a Morte que Jesus enfrentou foram por você em particular. Ele ficaria feliz em sofrer e morrer, mesmo se houvesse apenas uma pessoa no mundo – e essa pessoa fosse você.

Por isso, sente-se por alguns momentos e deixe o amor de Jesus invadir a sua alma. Ele sofreu e enfrentou muitas dores por você.

Então, depois de meditar sobre a beleza do amor de Jesus por nós, pense em como isso deve afetar nossas vidas. O que podemos fazer para amar Jesus de volta? Ele nos deu um presente tão grande… Como podemos viver em um espírito de ação de graças? É aqui que a nossa fé se torna concreta e podemos colocar em ação aquilo que recebemos de Deus.

Portanto, na próxima vez que você conseguir tempo para a oração, considere essas duas questões e mergulhe mais fundo nelas, permitindo que Deus toque com amor a sua alma.


Irlanda

Leia também:
Uma técnica de meditação útil usada por monges irlandeses da antiguidade

Tags:
gratidaoMeditaçãoOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia