Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Fazer peregrinações pode ajudar a reduzir o estresse no trabalho

© Shutterstock
Notre Dame de Lourdes
Compartilhar

Estudo aponta que viagens e retiros religiosos são mais eficazes que os métodos terapêuticos tradicionais na promoção do bem-estar emocional dos trabalhadores

De acordo com os cientistas da Universidade de Lancaster e Strathclyde, os empresários que estão buscando resolver o problema da síndrome de burnout no local de trabalho podem considerar uma excelente alternativa: enviar seus funcionários para uma peregrinação ou um retiro religioso. 

Depois de passarem três anos entrevistando visitantes de locais de peregrinação católica, como Lourdes, na França, os pesquisadores concluíram que este tipo de viagem (ou “turismo emocional”, como eles chamam) oferecem um remédio terapêutico muito eficaz contra o estresse no ambiente de trabalho. 

Em entrevista concedida ao Daily Telegraph, a doutora Leighanne Higgins, que liderou a pesquisa, observou que “as opções de serviços terapêuticos” podem ajudar as empresas a cultivar o bem-estar emocional de seus funcionários: 

Nossa pesquisa é útil porque mostra como as empresas podem cultivar emoções para promover o bem-estar, especialmente quando a sociedade nos diz que essas emoções não devem ser exibidas ou compartilhadas em público.As oportunidades de serviços terapêuticos (como retiros pessoais e/ou empresariais além de treinamentos de funcionários) podem ajudar a minimizar o estresse e a ansiedade, bem como promover o bem-estar mental no local de trabalho. [Neste sentido], os destinos religiosos têm uma posição única no mercado, e é provável que a demanda por peregrinações continue a aumentar.”

Esta notícia não seria surpresa para o falecido Michele Ferrero, fundador do da Nutella. Ele, juntamente com seu gerente, fez uma peregrinação a Lourdes e organizou várias visitas ao santuário francês para seus funcionários.

Boletim
Receba Aleteia todo dia