Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 15 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Índia: duas escolas cristãs atacadas por grupos radicais hindus

11img.jpg

NARINDER NANU | AFP

Fundação AIS - publicado em 05/05/19

Presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos afirma que esta situação “é alarmante”

Duas escolas cristãs foram atacadas na Índia por radicais hindus no espaço de apenas três dias. O caso mais recente, na passada quinta-feira, dia 25 de Abril, ocorreu em Sugnu, no distrito de Chandel.

Durante a noite, segundo a agência de notícias Asia News, radicais hindus atacaram e incendiaram a Escola Secundária Superior de São José.

Esta escola católica, a segunda mais antiga no estado de Manipur, funciona há mais de meio século e tem permitido a formação de centenas de elementos pertencentes à população tribal.

O estabelecimento de ensino foi incendiado como resposta a uma medida disciplinar imposta por parte da direcção da escola. O padre Jacob Chapao, director da Organização da Juventude Católica de Manipur, condenou o incêndio classificando-o como um “bárbaro acto de vandalismo”.

Dias antes, a 23 de Abril, e segundo ainda a Asia News, “a Escola Primária Cristo, no distrito de Palghar (Maharashtra) foi atacada” por grupos radicais paramilitares ligados ao Antarrashtriya Hindu Parishad. O ataque foi desencadeado por falsas acusações de conversão ao cristianismo contra 14 professores.

Sajan K George, presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos, afirma que esta situação “é alarmante”, sublinhando que a “minoria cristã é vulnerável e sofre a intimidação da maioria” hindu, apesar de a Índia ser um país secular em que “a liberdade religiosa é garantida pela Constituição”.

Departamento de Informação da Fundação AIS

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia