Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 11 Abril |
home iconEstilo de vida
line break icon

5 coisas para lembrar quando você compartilha a custódia de seus filhos

PARENTING

Shutterstock-fizkes

Matthew Green - publicado em 10/05/19

Faça o seu melhor para que isso funcione, para o bem das crianças

Se um casal com filhos se separar, ambos os pais ainda compartilham a responsabilidade de criar e educar seus filhos. Se eles concordarem com a custódia compartilhada dos filhos, isso significa que eles precisam fazer um plano no qual ambos tenham um papel. Não é fácil, mas as crianças se beneficiam mais quando os pais estão presentes para criá-las com amor e atenção, mesmo que não ao mesmo tempo.

Para que esse tipo de arranjo não crie conflitos, é importante entender que o ponto de partida deve ser o bem dos filhos. Aqui estão cinco coisas que é importante lembrar ao organizar a custódia compartilhada:

1. Não se esqueça que você tem uma missão compartilhada

Apesar do fato de que o seu relacionamento como casal fracassou, você ainda tem uma missão importante na vida, que é a criação de seus filhos. Essa missão é algo que ambos os pais sempre compartilharão um com o outro. Você precisa distinguir entre ser um casal e ser pai/mãe. O fato de você não amar mais seu ex como cônjuge não deve ser um obstáculo para se respeitar e apreciar que ele(a) é o pai(mãe) de seus filhos. Essa atitude ajudará você a lidar com momentos em que o diálogo é difícil.

2. Faça o seu melhor para facilitar o cumprimento de seus acordos

Uma vez que as condições e regras de sua custódia compartilhada tenham sido decididas – seja em tribunal ou por acordo mútuo – é importante que você se atenha ao que foi estabelecido. Horários, quem recebe as crianças em determinados dias da semana e feriados ou férias, e ser pontual para pegar ou deixar seus filhos são coisas que o outro pai será grato. Isso, por sua vez, cria um ambiente de confiança e tranquilidade. Não mude seus planos no último minuto sem um motivo suficientemente importante.

3. As crianças percebem mais do que você pensa

Seus filhos percebem se você está nervoso, ansioso, com rancor, cansado, fazendo caretas que mostram seu descontentamento e assim por diante. Seus filhos ficarão agradecidos se você os tratar como merecem, por isso certifique-se de dedicar um tempo de qualidade a eles quando estiverem com você, e não torne os momentos de troca com os outros pais uma situação incômoda ou embaraçosa.

4. Sempre fale bem do outro

Na frente de seus filhos, você deve sempre enfatizar os aspectos positivos do pai ou da mãe. Deixe explicações sobre por que você se separou quando seus filhos são mais velhos; por enquanto, eles não serão capazes de entender todas as razões para o que aconteceu. Não tente fazer as crianças preferirem você ao seu ex. Faça o seu melhor para ajudá-los a ver o melhor lado possível de seu pai e da sua mãe.

5. Faça o seu melhor para fazer seu trabalho de custódia compartilhada

Cada caso é diferente, mas a custódia compartilhada permite que seus filhos cresçam com a mãe e o pai. Portanto, é a solução mais desejável (sempre que tal arranjo é possível) no caso de separação ou divórcio. Seja generoso um com o outro para que ambos os pais possam encontrar soluções práticas para as complicações que esse arranjo inevitavelmente envolverá.

Muitas vezes, já é difícil para um casal conciliar trabalho e família, e é ainda mais quando um dos pais tem que assumir o cargo completamente sozinho por alguns dias, como em custódia compartilhada. Situações como doenças ou exigências especiais no trabalho podem tornar a custódia compartilhada ainda mais difícil.

Quando for difícil cumprir seus deveres de cuidar de seus filhos de acordo com o calendário que você acordou com o outro pai, peça ajuda a seus amigos e familiares, especialmente aos avós, tios e tias das crianças. Seus filhos precisam ver que eles continuam tendo uma família que os ama.

Separação e divórcio nunca são situações ideais, mas, às vezes, o nosso caminho na vida se altera para um caminho que nunca esperávamos. Quando um relacionamento não dá certo, devemos sempre lembrar que, como pais, sempre temos a responsabilidade de fazer o melhor possível para garantir que nossos filhos possam crescer sabendo em primeira mão que sua mãe e seu pai os amam e nunca os abandonarão.

Tags:
CasamentoCriançasPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia