Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quão envolvido você deve estar no dever de casa de seus filhos?

Studying
Monkey Business Images | Shutterstock
Compartilhar

Alguns estudos científicos recentes lançaram uma luz sobre o assunto

Em sua preocupação de educar seus filhos adequadamente, muitos pais perguntam o que devem fazer quando o filho chega em casa com o dever de casa. O estudo deveria ser a primeira coisa que eles fazem quando chegam em casa? Os pais devem estabelecer uma programação diária para seus filhos? Deveriam deixar seus filhos fazerem o dever de casa sozinhos ou ajudá-los? Eles devem simplesmente confiar que seus filhos vão conseguir fazê-lo e deixá-los enfrentar as consequências se não o fizerem, ou seguir seu progresso atentamente em cada assunto?

Essas questões são objeto de algum debate, mas parece que estudos recentes tendem a se inclinar na mesma direção. Embora alguns pais achem que devem ser muito controladores e monitorar os horários e resultados dos deveres de casa de seus filhos, corrigindo-os, explicando-lhes as coisas e tentando prever e resolver suas dúvidas, os especialistas estão propondo uma atitude diferente.

Se os pais querem ensinar seus filhos a exercitar sua liberdade de forma responsável e a se tornarem mais maduros, bem como obter melhores notas, de acordo com um relatório da Universidade de Oviedo, eles não devem se envolver muito no dever de casa de seus filhos.

O estudo realizado pela universidade usando dados de escolas secundárias da Espanha diz que as crianças cujos pais permitem que elas assumam a responsabilidade pelo seu próprio dever de casa obtém melhores notas e aprendem melhor.

Isso significa que você não deveria ajudá-los? Não. O estudo sugere que os pais devem ajudar seus filhos, incentivando-os a assumir a responsabilidade e fazer sua lição de casa por conta própria. Os pais só devem ajudar mais diretamente, diz o estudo, quando as crianças especificamente pedem ajuda para entender um problema específico. O que eles não devem fazer é ser muito controlador, supervisionar os trabalhos de casa de perto, nem muito menos fazer o dever de casa de seus filhos para eles.

Estas conclusões são complementadas por um estudo recente do Instituto Catalão de Avaliação de Políticas Públicas e da Fundação Jaume Bofill de Barcelona, ​​publicado em outubro do ano passado, descrevendo os limites que os pais devem respeitar quando se trata de ajudar seus filhos nos deveres de casa.

Nesse caso, os pesquisadores julgam ser útil que os pais ajudem seus filhos a organizar o dever de casa, mas dizem que de modo algum os pais devem fazer o dever de casa com ou para eles.

À luz desses estudos, a melhor coisa para as crianças parece ser que, quando chegam em casa, um dos pais os ajuda a organizar sua agenda, para que tenham tempo de fazer tudo o que querem, como um lanche, brincar, ler, fazer o dever de casa e assim por diante. É bom ajudá-los a elaborar uma rotina regular de estudo; por exemplo, eles podem fazer um lanche quando chegarem em casa todos os dias e podem tirar meia hora para descansar ou brincar, e depois fazer o dever de casa. Também pode ser útil se eles designarem uma meta de quanto tempo gastar com cada assunto, para que possam avaliar seu próprio progresso.

Os pais devem estar mais ou menos envolvidos na elaboração deste cronograma, dependendo da idade de seus filhos. À medida que crescem, as crianças devem ter cada vez mais responsabilidade nisso, como em outras coisas. Dessa forma, elas aprenderão a ser responsáveis, sabendo que precisam tomar as decisões certas em sua vida. No dia seguinte, elas verão por si mesmas se tomaram as decisões certas.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.