Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Pesquisas mostram que as refeições em família têm outro benefício importante para as crianças

FAMILY DINNER
Monkey business images - Shutterstock
Compartilhar

Sabemos que as refeições em família geram filhos emocionalmente mais saudáveis, mas há outra vantagem importante para a saúde

Para muitas famílias, reunir-se em torno de uma mesa para comer juntos tornou-se algo que só acontece em ocasiões especiais e feriados como a Páscoa e o Natal. Embora muitos pais não percebam, a falta de refeições em família teve um impacto tão profundo nos hábitos alimentares de crianças e adolescentes que já existem vários estudos científicos sobre o impacto dessa tendência.

Em um dos estudos mais recentes, os pesquisadores concluíram que fazer refeições em família regularmente está diretamente ligado a crianças que ingerem uma dieta mais saudável. O principal objetivo do estudo foi fornecer informações úteis aos profissionais de saúde pública que dão conselhos e orientação aos pais ocupados.

Um aspecto interessante levado em consideração pelos pesquisadores durante a análise dos dados foi a questão de quão bem as famílias funcionam – ou seja, como os membros da família se comunicam, estão emocionalmente conectados e ajudam uns aos outros a resolver problemas. Descobriu-se que os benefícios da dieta são essencialmente os mesmos, independentemente de quão funcionais as famílias pareçam ser. Em suma, como conclui o estudo:

“Quando o objetivo é melhorar o consumo alimentar, a participação em refeições familiares frequentes é um método de intervenção apropriado, mesmo para famílias com níveis mais baixos de funcionamento”.

Os dados da pesquisa foram um grupo de amostra de 2.728 adolescentes com idades entre 14 e 24 anos que participaram do Growing Up Today Study II (GUTS), um programa realizado por médicos e pesquisadores do Brigham and Women’s Hospital e da Harvard School of Public Health. O objetivo da GUTS é analisar a “influência da dieta e do exercício no peso ao longo da vida da pessoa”.

Os participantes foram questionados sobre quantas vezes no ano passado eles se sentaram com outros membros da família para o jantar, quantas frutas e vegetais foram incluídos nas refeições, com que frequência eles comeram fora ou em um fast food, e quantas vezes eles beberam bebidas açucaradas.

As principais conclusões dos pesquisadores, segundo a principal autora Kathryn Walton, foram:

  • “Jantares familiares mais frequentes foram associados a uma maior ingestão dietética, independentemente do nível de funcionamento familiar: as interações entre o funcionamento familiar e a frequência do jantar familiar não foram significativas”.
  • “Mais especificamente, adolescentes do sexo feminino e masculino que tiveram jantares familiares mais frequentes consumiram mais frutas e vegetais, e comeram menos fast food e comida para viagem”.
  • “Participantes do sexo masculino, mas não participantes do sexo feminino, que jantavam em família com mais frequência, tiveram uma menor ingestão de bebidas açucaradas”.

Os pesquisadores esperam divulgar este estudo para motivar as pessoas a terem mais jantares em família, como uma intervenção relativamente simples para ajudar crianças e adolescentes a formar hábitos alimentares saudáveis. “Qualquer coisa que possa ajudar a promover o consumo saudável e os estilos de vida nesse período é importante. É um grande momento de transição”, diz Walton.

No entanto, ela também reconheceu que nem sempre é fácil para as famílias reunir todos, então ela sugere algumas estratégias para tornar as refeições em família um sucesso:

  • “Envolva os adolescentes nos preparativos para o jantar: ‘Muitas mãos fazem trabalhos leves, mas também ensinam habilidades importantes para a vida'”.
  • “Estabeleça metas razoáveis: ‘Comece com uma refeição. Você colherá os benefícios. E, conforme os horários permitem, sentem-se juntos com mais frequência'”.
  • “Simplifique as refeições em família: ‘Quando pensamos nas refeições em família, muitas vezes pensamos nos grandes e mais grandiosos eventos, sentando-nos por uma hora. Mas isso não é realista. Então, eu acho que lembrar a nós mesmos, refeições em família não tem que ser – e provavelmente não deveria ser, para a sanidade de todos – um grande a fazer'”.

Walton ressalta que preparar as refeições com antecedência e congelá-las e usar vegetais frescos prontos para servir, como saladas ensacadas, pode ser uma maneira saudável de manter as refeições simples.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.