Aleteia
Terça-feira 29 Setembro |
Beato João de Montmirail
Estilo de vida

Seus filhos leem o seu coração e a sua mente. O que será que eles encontram lá?

RODZINA

Shutterstock

Tom Hoopes | Mon May 20 2019

Como fazê-los encontrar algo autêntico

Eu parei de acreditar em Deus quando meu gato Mao morreu. Eu tinha oito anos e rezei para que ele voltasse. Mas ele não voltou. Aí eu passei a duvidar do “Pedi e recebereis”.
Minha objeção poderia ter sido fácil de esclarecer, mas ninguém esclareceu. Minha mãe nos levava à igreja regularmente, mas nunca conversávamos sobre a fé. Lembrei-me do ateísmo da minha infância quando vi duas histórias de celebridades no YouTube.
O ator e comediante britânico descreveu sua experiência de descrença aos oito anos. Ele estava desenhando um crucifixo para a escola dominical quando seu irmão de 19 anos, Bob, perguntou-lhe: “Por que você acredita em Deus?” Sua mãe, então, gritou, em tom de aviso: “Bob!” Gervais diz que, naquela hora, sabia que eles estavam escondendo algo dele. E que Bob dizia a verdade. Ele conta que aprendeu a decifrar pistas através da linguagem corporal dos familiares. Há um grave perigo em abraçar a religião com nossas vontades, mas não com nossas mentes. Gervais explicou que sua mãe esperava que a religião fosseuma “babá” para ele, para mantê-lo longe de problemas.
Esse foi o grande erro dela.Julia Sweeney, ex-integrante do Saturday Night Live da década de 1990, também tem sua própria história de descrença. No Ted Talks e em um filme, ela conta uma história engraçada sobre suas crescentes suspeitas sobre tudo o que seus pais estavam dizendo sobre Deus – e Papai Noel também.
O ponto de virada ocorre quando ela é uma adulta que ouve os missionários mórmons dizerem sobre o que eles acreditam: Jesus visitou a América depois da ressurreição, como mostra o Book of Mormon (“Livro de Mórmon”).
No começo, ela achava sua ingenuidade divertida. Depois ficou claro: a história católica que ela ouviu seria bem fantástica se ela não estivesse tão acostumada a ela. Isso a levou a rejeitar completamente a religião. Mas não deveria.
Embora toda religião tenha que lidar com a questão sobre quais relatos sobre Deus é verdadeiro, o Cristianismo é uma grande resposta para essa pergunta, pois ele só existe porque Jesus ressuscitou dos mortos. Se Cristo ressuscitou, a história de Jesus sobre Deus é a mais indicada para acreditar. Mas a história de Júlia sugere outra maneira pela qual os cristãos falham em transmitir a fé: acreditamos com a mente, não com o coração. Os pais de Sweeney parecem saber algo sobre sua fé – mas, em sua narrativa, são legalistas, focados em uma interpretação literal da “era da razão” e no pecado como quebra de regras. Eu não sei se eles eram realmente assim ou não, mas eu sei que muitas vezes eu sou desse jeito. Acontece sempre que eu trato a Missa como uma obrigação, em vez de uma oportunidade de conhecer Jesus. Portanto, se você é um pai ou uma mãe, saiba que seus filhos vão ler sua mente e seu coração. Alguém disse que, quando evangelizamos, somos como mendigos famintos que encontraram comida de graça. Nossos filhos precisam pegar de nós a sensação de que nossa fé é a resposta a uma profunda fé.
Para encorajar meus filhos a abraçar o Cristianismo com suas mentes, tento falar sobre Deus frequentemente com eles. Eu antecipo as perguntas que eles poderiam fazer, e quando eu acho que minha própria fé falha em um ponto ou outro, eu faço as perguntas Para incentivá-los a abraçar o Cristianismo com seus corações, não apenas rezo com eles – oro muito sem eles também. Por um lado, eles podem me pegar rezando e saber que é a oração é real e faz parte da minha vida. E mais: quando eles olham para o meu coração – e eu sei que eles fazem isso – eu quero que eles encontrem algo autêntico lá. E esse algo autêntico é Deus.
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CristianismoEducação dos FilhosFamíliaFilhos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
ROSARY
Redação da Aleteia
Exorcista alerta sobre os perigos de "falar" ...
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
Redação da Aleteia
Papa Francisco: "Não usem o nome de Deus para...
HOLY COMMUNION
Redação da Aleteia
A Santa Missa não pode ser trocada por oraçõe...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Gaudium Press
Sabia que a aliança de casamento pode ter a f...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia