Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconReligião
line break icon

Paquistão: vida ou morte de casal cristão acusado de blasfêmia depende de tribunal

©Arif Ali | AFP

Fundação AIS - publicado em 24/05/19

Lei da Blasfémia utilizada como perseguição para as minorias religiosas

Shafqat Masih (46 anos) e Shagufta Kausar (43) foram condenados à morte por blasfémia em Abril de 2014, acusados de terem enviado uma mensagem insultuosa através do telemóvel.

Apesar de se ter demonstrado que ambos são analfabetos e que o referido telemóvel teria sido roubado na altura do envio da mensagem, o tribunal não validou estes argumentos dando assim força aos que apontam a Lei da Blasfémia como estando a ser utilizada como perseguição para as minorias religiosas no Paquistão, nomeadamente a comunidade cristã.

Este caso tem semelhanças com o de Asia Bibi, a cristã condenada à morte por ter bebido um copo de água de um poço e que viria a ser ilibada quase uma década depois pelo Supremo Tribunal de Justiça. Em ambos os casos, as acusações de blasfémia são baseadas em histórias pouco estruturadas mas que, apesar disso, são suficientes para serem aceites como argumentos pela justiça paquistanesa.

Wilson Chowdhry, presidente da British Pakistani Christian Association, que este envolvido na campanha pela libertação de Asia Bibi, afirmou, em declarações ao jornal The Guardian, que o caso de Kousar e Masih revela uma “tendência preocupante” de utilização da Internet como meio para as acusações de blasfémia e a forma como a Justiça encara, com alguma leviandade, estes processos.

“O simples facto de o casal ser analfabeto deveria resultar na sua liberação imediata”, afirmou este responsável, acrescentando que, “no entanto,  no Paquistão, as evidências primárias podem muitas vezes ser ignoradas e, pior ainda, manipuladas por pessoas poderosas e ricas”.

O caso de Shafqat Masih e de Shagufta Kausar voltou a ser referido na Comunicação Social depois de a equipa jurídica que defendeu Asia Bibi ter assumido que iria patrocinar também este caso

(Departamento de Informação da Fundação AIS)

Tags:
Perseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia