Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 28 Setembro |
Santos Alfeu, Alexandre e Zósimo
home iconCuriosidades
line break icon

A história que fez uma raça de cachorro receber o nome de São Bernardo

SAINT BENARD DOGS

John Emms | Public Domain

Philip Kosloski - publicado em 28/05/19

Na região onde São Bernardo viveu, os cães ajudavam a salvar pessoas perdidas na floresta. Mas um deles era especial

No século XI, São Bernardo fundou um hospício e mosteiro na parte mais perigosa dos Alpes ocidentais. Ele inicialmente foi lá para evangelizar as pessoas, mas logo criou espaços para abrigar peregrinos que estavam a caminho de Roma.

Muitas vidas foram salvas por São Bernardo e seus monges, que permanecem nos Alpes para ajudar viajantes e montanhistas até hoje.

No século XVII, esses monges fizeram uso de uma raça específica de cães que eram especialistas em farejar humanos e cuja força lhes permitia uma habilidade extraordinária para ajudar aqueles que estavam em extrema necessidade. Esses cães foram chamados de “São Bernardo” em homenagem ao santo que criou os mosteiros.

Por muitas décadas, esses cães ajudaram a salvar vidas. Houve um cachorro, em particular, que virou lenda nos Alpes.

O nome dele era “Barry” e ele viveu no mosteiro entre os anos de 1800 a 1812. Os registros locais dizem que ele salvou mais de 40 pessoas da morte, encontrando-as nos alpes e levando-as para lugares seguros.

Uma história diz que um dia, durante uma terrível tempestade, Barry encontrou uma criança dormindo em uma caverna congelada. O cachorro lambeu o menino para despertá-lo. Então o garotinho se agarrou ao cachorro, que o carregou até o mosteiro. O menino foi curado e voltou para seus pais.

Os monges continuaram a usar cães por muitas décadas, até a chegada de novas tecnologias, como os helicópteros. O mosteiro ainda é muito ativo e auxilia os viajantes que percorrem as montanhas dos Alpes.


DOG

Leia também:
Grigio, o cachorro que era o “anjo da guarda” de Dom Bosco

Tags:
CuriosidadesSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
2
Broken Mary
Reportagem local
Nasce (e cresce) nos EUA a inspiradora devoção a “Nossa Senhora D...
3
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
4
Caio Batista, jovem ex-protestante que se tornou católico
Reportagem local
Carta de jovem ex-protestante repercute nas redes: “Sim, eu me to...
5
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
6
Santa Missa
Reportagem local
Quanto tempo devemos chegar antes da Missa?
7
Irmã Cecilia
Reportagem local
Quem sorri assim no momento da morte?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia