Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconEstilo de vida
line break icon

Siga estes 2 passos e pare de procrastinar (agora!)

PROFESSIONAL,WOMAN,WORKING

Shutterstock

Calah Alexander - publicado em 29/05/19

Ao contrário do que muitos pensam, a procrastinação não tem nada a ver com preguiça ou autocontrole

Este ano, eu sabia que era importante declarar meu imposto de renda mais cedo. Meus filhos dependem de ajuda financeira para a escola, e as bolsas de estudo com base em necessidades são alocadas por ordem de chegada. Assim, quanto mais cedo eu fizesse a declaração, maiores seriam as chances de eles conseguirem as bolsas.

Recolhi recibos das despesas de trabalho e registrei todos os gastos. Depois, arquivei as informações necessárias. No entanto, quando chegou o prazo final para a declaração, eu nem havia começado a fazê-la.

Não é que eu não tenha tentado – eu entrei no site do governo pelo menos uma dúzia de vezes. Mas sempre ficava presa em uma pergunta que não sabia como responder ou em uma opção da qual não tinha certeza. Era muito confuso e eu decidia perguntar a alguém sobre aquilo. Então eu deixava o site, prometendo a mim mesma que voltaria quando tivesse a resposta.

Esta não foi a primeira vez que procrastinei algo importante. Tenho talento para isso (o que não é motivo de orgulho). Como a maioria dos procrastinadores, eu sempre tive vergonha disso. Estava convencida de que isso significava preguiça.

Mas eu não sou preguiçosa! Eu não tenho medo de trabalhar duro – na verdade, eu aceito bem isso. Eu não fico sentada sem fazer nada. Eu mal posso sequer assistir Netflix e relaxar em um único episódio de American Ninja Warrior sem encontrar algo para manter minhas mãos ocupadas, seja combinando meias ou dobrando roupas. Então, quando eu li um artigo no New York Times explicando que a procrastinação não é um problema de autocontrole ou gerenciamento do tempo, mas um problema de regulação emocional, eu fiquei profundamente aliviada.

Felizmente, passei tempo suficiente em terapia para saber o que preciso fazer para enfrentar emoções aflitivas e seguir adiante. Claro, eu nem sempre faço essas coisas – às vezes eu desisto e deixo as emoções me dominarem. Mas quando eu consigo olhar para o que está acontecendo, em vez de apenas tentar evitá-lo através da procrastinação, essas duas coisas simples são o suficiente para me colocar nos trilhos novamente:

  1. Falar em voz alta

Esta é a maneira mais confiável de me libertar – e sim, às vezes, isso me faz sentir um pouco desequilibrada. Mas na verdade é o oposto. Falar sobre a emoção que eu estou sentido me coloca novamente em terra firme.

No fim do prazo para declarar os impostos, eu disse aos meus pais que eu não tinha feito a declaração porque estava sobrecarregada pelo estresse financeiro e me sentindo indefesa. Eles não riram de mim, nem me ridicularizaram, nem me disseram para apertar e fazer aquilo. Aquelas emoções que pareciam estúpidas quando estavam trancadas dentro da minha cabeça não pareciam estúpidas quando eu as dizia em voz alta. Elas eram compreensíveis. E, uma vez que eu as admitia em voz alta, eu sabia que a única maneira de realmente lidar com essas emoções era parar de adiar e fazer a declaração. Meus pais nem precisaram dizer nada – eu mesmo disse.

2. Pedir ajuda

Em janeiro, meus pais me disseram para procurar uma amiga da família, porque ela poderia me oferecer ajuda com a minha declaração. Eu disse que procuraria, mas nunca o fiz. Eu falei para mim mesma que a declaração de impostos era apenas mais uma coisa que eu poderia fazer… apesar do fato de eu nunca ter feito a declaração antes. Eu realmente precisava de ajuda, e quando eu finalmente admiti isso, percebi que eu estava com medo o tempo todo. Com medo de ser julgada preguiçosa, inapta – medos infundados, mas medos que me impediram de fazer uma coisa simples e indolor.

Naquela noite, meu pai sentou-se comigo e revisoutodas as minhas informações fiscais, coletando-as em um formulário para levar à amiga da família, que é contadora. Ele foi paciente, compreensivo e encorajador. No dia seguinte, levei todas as informações sobre impostos para a nossa amiga. Em menos de uma hora, ela tinha terminado e a declaração estava pronta para eu enviar.

A sobrecarga emocional que nos leva a procrastinar é ampliada quando a mantemos presa dentro de nossas próprias cabeças. Nós não conseguimos achar uma saída, porque parece que estamos exclusivamente aflitos com essas emoções avassaladoras. Mas nós não estamos.

Todo mundo luta com emoções avassaladoras. Essa é uma das razões pelas quais Cristo nos deu a regra de ouro: amar o Senhor com todo o nosso coração, alma e mente, e amar o próximo como a nós mesmos.

A compaixão é o antídoto para as emoções difíceis que nos mantêm presos em um só lugar. Mas antes que possamos experimentar a compaixão dos outros, temos que ter compaixão por nós mesmos – compaixão suficiente para saber que não somos fracassados, e que sempre podemos confiar em Deus e na ajuda das pessoas que nos amam.

Então, da próxima vez que você notar que está procrastinando, pegue o telefone. Ligue para um amigo, um padre ou para a sua mãe. Diga o que está acontecendo e peça ajuda. A coisa que você está evitando parecerá infinitamente menos imponente.


Woman Stressed Out

Leia também:
Procrastinação espiritual: o que é e como combater

Tags:
EstresseVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia