Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

8 passos para lidar com pessoas difíceis que você não pode evitar

Sunti
Compartilhar

Você não pode sempre evitar pessoas que trazem muita negatividade à sua vida, mas aqui está o que você pode fazer

Há pessoas que, infelizmente, espalham negatividade por onde passam – às vezes de propósito e às vezes não. Embora devamos trabalhar com nossa paciência e tentar ajudar essas pessoas a mudar sua atitude, às vezes, por mais que tentemos, isso nem sempre acontece. Corremos até o risco de se deixar levar pela negatividade.

O que devemos fazer então? A resposta óbvia seria nos distanciarmos dessa pessoa e orar por ela. No entanto, às vezes, há pessoas que não podemos remover do nosso ambiente, como parentes, parceiros de negócios ou colegas de trabalho. Aqui estão algumas sugestões sobre como gerenciar esse tipo de situação.

1
RECONHEÇA A SITUAÇÃO

A primeira coisa que você precisa fazer é aceitar que essa pessoa é difícil de lidar e que você precisa minimizar o efeito dela sobre você. Isso não significa que ela é necessariamente uma pessoa ruim; talvez tenha tido um passado difícil, ou está passando por uma situação difícil agora, e seu estresse esteja se manifestando em seu comportamento.

2
DETERMINE COM QUE TIPO DE PESSOA VOCÊ ESTÁ LIDANDO

Existem diferentes tipos de pessoas difíceis. Aqui estão alguns dos mais comuns:

  1. Acusadores. Eles nunca reconhecem seus erros e sempre encontram alguém para culpar.
  2. Pessoas verbalmente agressivas. Elas gritam diante da menor provocação e podem ser chamadas de “irritadiças” ou “explosivas”.
  3. Reclamões. Reclamar é uma maneira natural de desabafar uma emoção, e nem sempre é ruim, mas quando fazemos isso em demasia e sem um desejo real de procurar soluções, isso se torna tóxica.
  4. Pessoas medíocres que querem que você seja medíocre também. Essas pessoas são alérgicas ao esforço e arrastam outras pessoas para baixo com elas.
  5. Pessoas invejosas. Elas estão sempre preocupadas com quanto dinheiro outras pessoas estão ganhando, quanto alguém gastou em algo que acabou de comprar, o que eles têm, e assim por diante.
  6. Pessoas depreciativas. Elas sempre prestam mais atenção ao que os outros fazem de errado do que no que fazem corretamente, e denigrem os esforços de outras pessoas para que ninguém veja seus próprios erros.
  7. Pessoas falsas. Elas não construíram uma identidade saudável e forte, então estão constantemente fingindo ser algo que não são, e geralmente atacam pessoas que realmente têm uma personalidade forte.
  8. Fofoqueiros. A única coisa que eles fazem é falar sobre outras pessoas, não se concentrando exatamente em suas virtudes e conquistas.

Depois de identificar o tipo de pessoa difícil com a qual você está lidando, você pode elaborar um plano mais específico sobre como lidar com ela e como garantir que suas palavras causem menos danos a você e aos outros.

3
EVITE SITUAÇÕES POTENCIALMENTE NEGATIVAS

Depois de identificar quem é tóxico para você, você pode crescer em empatia por eles e se tornar mais resistente à sua influência. Isso ajudará você a administrar a situação com maior inteligência emocional e, em alguns casos, a aprender a desviar ou evitar os “ataques”. Você precisa analisar a situação para ver o que desencadeia seu comportamento tóxico; você provavelmente descobrirá que há algumas situações que você pode evitar.

É igualmente importante que você estabeleça limites. Isso é especialmente útil quando se lida com fofoqueiros e reclamões. Você pode interrompê-los e tentar transformar a conversa em algo mais produtivo. Por exemplo, se eles estão reclamando, você pode perguntar algo como: “O que você vai fazer para resolver o problema?”.

4
EXAMINE A MANEIRA COMO VOCÊ REAGE

Não é sua culpa que essas pessoas se comportem da maneira como fazem, e é natural que, quando somos atacados por alguém, possamos ficar chateados e reagir de maneira defensiva ou agressiva. No entanto, com pessoas tóxicas, isso é contraproducente, pois as encoraja a continuar nos provocando. Muitas vezes podemos neutralizar seu efeito sobre nós, não nos deixando ser provocados. Lembre-se: são essas pessoas que têm um problema, não você. Nós não vamos conseguir nada alimentando de volta a toxicidade delas.

5
INJETAR MAIS POSITIVIDADE EM SUA VIDA

Uma maneira de lidar com uma situação tóxica, especialmente quando é difícil de evitar, é adicionar mais elementos que tragam felicidade à sua vida. Isso pode ser algo como se inscrever em um curso sobre algo que lhe interessa, ler um livro que o enriqueça ou passar mais tempo com pessoas que elevam seu espírito.

6
MINIMIZE SEU CONTATO COM ELES

Se você não puder distanciar completamente essa pessoa de sua vida, e sente que não há nada mais que possa fazer para ajudá-la ou incentivá-la a mudar, tente minimizar o tempo que você gasta com ela.

7
NÃO NORMALIZE OU IGNORE SEU COMPORTAMENTO

Embora precisemos nos adaptar, não devemos simplesmente nos resignar e dizer: “Ah, tudo bem, vou deixá-la continuar se comportando dessa maneira, porque ela é simplesmente uma pessoa difícil, e não há nada a ser feito”. É importante deixar essa pessoa saber, da maneira mais amigável e não conflituosa possível, que a atitude dela está afetando você e o grupo. Pode não mudar seu comportamento em geral, mas pode mudar a maneira como ela trata você.

8
ENCONTRE AJUDA

Não hesite em procurar ajuda. Assim como existem pessoas difíceis à nossa volta, há outras que nos ajudam. Pode haver outras pessoas que pensam a mesma coisa que você sobre essa pessoa tóxica. Se, por exemplo, você está lidando com alguém tóxico no trabalho, você e um colega de trabalho podem conversar com essa pessoa juntos. Sem fazer com que se sinta atacada, você pode ajudá-la a ver que há uma percepção geral de que seu comportamento é problemático e que está afetando negativamente o ambiente de trabalho.

Uma pessoa tóxica não está necessariamente condenada a ser assim para sempre. Todos cometemos erros e temos maus momentos e somos capazes de mudar. Se fomos afetados por uma pessoa tóxica, precisamos perdoar e seguir em frente da melhor maneira possível, e aprender a detectar e lidar melhor com as pessoas tóxicas no futuro. E no caso de sermos culpados pelo mesmo motivo, cada um de nós deve refletir para ver se estamos nos comportando de maneira tóxica em relação a outra pessoa e, em caso afirmativo, trabalhar para mudar isso.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.