Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Enfim, em casa: menor bebê do mundo triunfa após 5 meses de luta

Sharp Mary Birch Hospital for Women & Newborns
Compartilhar

Vitória da vida: bebê que nasceu com peso de maçã recebeu alta nesta semana

Saybie nasceu em dezembro de 2018, com apenas 23 semanas e 3 dias de gestação, pesando 245 gramas e medindo 22,86 centímetros, o que lhe valeu o “título” de menor bebê do mundo. Após quase 5 meses internada numa Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais em San Diego, nos Estados Unidos, a bebê que nasceu com peso semelhante ao de uma maçã finalmente recebeu alta médica neste último dia 29 de maio e pôde ir para casa, saudável e agora com 2,54 quilos e 40,64 centímetros.

Em nota, o hospital informou:

“Após experimentar complicações graves na gravidez, a mãe de Saybie deu à luz por cesárea de emergência às 23 semanas e 3 dias de gestação. Uma gravidez típica dura 40 semanas. Os médicos disseram que o parto prematuro era necessário depois que descobriram que a bebê não estava aumentando de peso e que a vida de sua mãe estava em risco iminente.

Estes recém-nascidos prematuros enfrentam uma variedade de desafios médicos que ameaçam a vida e comprometem o seu índice de sobrevivência. Saybie não viveu praticamente nenhum dos desafios médicos tipicamente associados aos ‘microbebês prematuros’, que podem incluir hemorragias cerebrais e problemas pulmonares e cardíacos”.

Saybie, que foi considerada “microprematura”, é a menor recém-nascida a sobreviver na história, segundo registros da Universidade de Iowa sobre os menores bebês do mundo. Até então, o menor bebê já registrado havia nascido em 2015 na Alemanha com 7 gramas a mais que Saybie.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.