Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O menor bebê do mundo vai para casa feliz e saudável

NEWBORN
AFP PHOTO / Sharp HealthCare/HO
Compartilhar

A primeira coisa que ela fez nesta vida foi estabelecer um recorde mundial

Após cinco meses de incubação, uma menina que acredita-se ser o menor bebê sobrevivente do mundo foi enviada para casa, tendo alta do Hospital Sharp Mary Birch, em San Diego.

Saybie, como a equipe de enfermagem a apelidou, nasceu de apenas 23 semanas de gestação, com 245 gramas.

Sharp Mary Birch Hospital - Facebook

“Ela é um milagre, com certeza”, disse Kim Norby, uma das enfermeiras que cuidaram de Saybie. De fato, as chances de um bebê prematuro de 23 semanas sobreviver é entre 10% e 35%.

Em um vídeo divulgado pelo hospital, a mãe de Saybie, que quis permanecer anônima, explica que sua gravidez desenvolveu uma complicação conhecida como pré-eclâmpsia, que é potencialmente fatal para mãe e filho.

“Foi o dia mais assustador da minha vida”, disse a mãe de Saybie, “eu me senti muito desconfortável e pensei: ‘talvez seja parte da gravidez'”.

Mas Saybie nasceu em uma cesariana de emergência e esperava-se que vivesse por apenas uma hora. Sua mãe e seu pai desfrutavam cada momento com seu recém-nascido, pensando que cada segundo poderia ser o último, mas como a mãe diz:

“Então essa hora se transformou em duas horas, que se transformou em um dia, que se transformou em uma semana”, disse a mãe de Saybie.

“Ela é a menor bebê, mas é a minha bebê”, disse a mãe.

O Dr. Edward Bell, da Universidade de Iowa, que mantém o Tiniest Babies Registry, confirmou que Saybie é de fato o menor bebê sobrevivente já registrado. O “menor bebê” anterior havia nascido na Alemanha em 2015, pesando cerca de 7 gramas a mais do que Saybie.

O Dr. Bell comentou: “Toda vida é um milagre – e a vida que desafia as possibilidades é ainda mais.”

https://youtu.be/794okxjlgeg

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.