Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 24 Novembro |
Santas Flora e Maria
home iconReligião
line break icon

As bênçãos solenes da Igreja

CONFESSION

Sebastien Desarmaux | GoDong

Prof. Felipe Aquino - publicado em 07/06/19

O Professor Felipe Aquino explica quais são essas bênçãos, seus significados e efeitos

Encontramos as bênçãos abundantemente no Antigo e no Novo Testamento. Por exemplo: em 2Cor 13,14: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós”.

Deus ordenou: “Dize a Aarão e seus filhos o seguinte: ‘Eis como abençoareis os filhos de Israel: O Senhor te abençoe e te guarde! O Senhor te mostre a sua face e conceda-te sua graça! O Senhor volva o seu rosto para ti e te dê a paz! E assim invocarão o meu nome sobre os filhos de Israel e eu os abençoarei’”( Num 6,23-26).

Era comum, em décadas passadas, os filhos pedirem a bênção aos pais, aos tios, aos avós, aos padrinhos e madrinhas. Deixar de pedir a bênção era uma falta de respeito. Essa tradição veio dos nossos antepassados e remonta aos tempos bíblicos, sendo ensinada e estimulada pelo próprio Deus. É um belo costume que dever ser resgatado, pois, diz a Palavra de Deus: “Honra teu pai por teus atos, tuas palavras, tua paciência, a fim de que ele te dê sua bênção, e que essa permaneça em ti até o teu último dia. A bênção paterna fortalece a casa de seus filhos, a maldição de uma mãe a arrasa até os alicerces” (Eclo 3,9-11).

A bênção de um Patriarca, no Antigo Testamento, era homologada por Deus. Noé abençoou seus três filhos; Melquisedec abençoou Abraão, que abençoou a Isaac e, esse, abençoou a Jacó. A bênção deles era aguardada com ansiedade pelos filhos. Esses sabiam que a bênção do pai poderia trazer boa ou má sorte para o futuro deles. Isaac abençoou a Jacó com as seguintes palavras: “Deus te dê o orvalho do céu e a gordura da terra, uma abundância de trigo e de vinho! Sirvam-te os povos e prostrem-se as nações diante de ti! Sê o senhor dos teus irmãos, e curvem-se diante de ti os filhos de tua mãe! Maldito seja quem te amaldiçoar e bendito quem te abençoar!” (Gen 27,28-29).

A bênção é um sinal sagrado?

A bênção ministrada pela Igreja é sacramental; é um sinal sagrado que é acompanhado de efeitos espirituais obtidos pela intercessão da Igreja. Os sacramentais, como as bênçãos, dispõem os fiéis a receberem o efeito principal dos sacramentos e são santificadas as diversas circunstâncias da vida (Cf.: SC 60; Catecismo n. 1667).

Toda bênção é um louvor a Deus e pedido para obter seus dons. Em Cristo, os cristãos são abençoados por Deus, o Pai “de toda a sorte de bênçãos espirituais” (Ef 1,3).

As bênçãos ministradas pela Igreja têm como objetivo a santificação de certos ministérios; de certos estados de vida; de várias circunstâncias da vida cristã, bem como do uso de coisas úteis aos homens. As bênçãos compreendem sempre uma oração, acompanhada do sinal da cruz, da imposição das mãos ou da aspersão com água benta (que lembra o Batismo).

Diz o Catecismo que as bênçãos dependem do sacerdócio batismal e que todo consagrado é chamado a ser uma “bênção” (Gen 12,2) e a abençoar (Lc 6,28; Rm 12,14; 1 Pe 3,9). Por isso, os leigos podem presidir certas bênçãos (Cf.:SC 79; Cânon 1168, CDC). Porém, quanto mais uma bênção se referir à vida eclesial e sacramental, mais sua presidência será reservada ao ministério ordenado (bispos, padres, diáconos – SC 13). Os pais devem abençoar os seus filhos.

As bênçãos nos livram das ciladas, maldades e tentações do demônio, nos livram dos perigos do corpo e da alma e dão eficácia aos nossos trabalhos profissionais e religiosos etc. Elas podem ser de pessoas (famílias, cônjuges, crianças, filhos, noivos, idosos, antes do parto, enfermos, para uma viagem etc.); objetos (casas, carros, navios, trens, ônibus, aviões, terços, imagens etc.) e lugares (casas, campos, fazendas, pastagens, lavouras, lojas, consultórios etc.). Pode haver bênção de animais, instrumentos técnicos especiais, bênção da mesa e seus alimentos.

Quais os efeitos das bênçãos?

Certas bênçãos têm um alcance duradouro, por efeito consagram pessoas a Deus e reservam objetos e lugares para  uso litúrgico. Entre as destinadas às pessoas (não confundi-las com a ordenação sacerdotal), figuram: a bênção do abade ou da abadessa de um mosteiro; a consagração das virgens e das viúvas; o rito da profissão religiosa e as bênçãos para certos ministérios da Igreja (leitores, acólitos, catequistas, ministros extraordinários da Eucaristia etc.). Entre as bênçãos dedicadas aos objetos, temos a dedicação ou bênção de uma Igreja ou altar; a bênção dos santos óleos; de vasos e vestes sacras; de sinos etc.

A Bênção Apostólica pode-se referir à tradicional bênção que o Santo Padre, o Papa, ministra (“Urbe et Orbi” – à Cidade e ao mundo), em ocasiões especiais como Natal e Páscoa. Pois, ele sendo o Sucessor de Pedro e Vigário de Cristo, tem essa dignidade. Pode ser dada, também, em via extraordinária, por outros prelados: o bispo, três vezes por ano, na própria diocese, nas festas à sua escolha. Os outros altos prelados, mesmo se não fossem bispos, desde o começo do seu ministério, podem dar a bênção apostólica com a indulgência, três vezes por ano, nos territórios onde exercem seu ministério, nas festas à sua escolha.

A bênção é dada no fim das Missas no lugar da bênção ordinária

O Papa concede uma bênção especial às famílias, Congregações etc., mediante solicitação. Para solicitar a bênção direto do Vaticano, em documento tipo pergaminho, os fiéis devem preencher um formulário de solicitação com os devidos dados e enviarem à Esmolaria Apostólica, que é a instituição encarregada da confecção do documento.

A Bênção Apostólica pode ser concedida em várias ocasiões: Batismo, Primeira Comunhão, Crisma, Matrimônio, Ordenação Presbiteral, Profissão Religiosa, Consagração Secular, Ordenação de Diácono permanente, Bodas de Matrimônio etc.

Enfim, tudo que o homem precisa para viver bem, com a graça de Deus, pode ser objeto de uma bênção. No entanto, quem a receber é preciso que tenha fé e ame a Deus, ou seja, não pode ser algo mecânico ou supersticioso.

Prof. Felipe Aquino 

Tags:
IgrejaOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
AGNUS DEI,LAMB
Jesús Colina
Ninguém consegue ouvir este “Agnus Dei” sem s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia