Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Vídeo de pai tocando violão para o filho viraliza na internet

Compartilhar

O recém-nascido parece calmo e seguro enquanto o pai compartilha momentos musicais (e únicos) com ele

Com o nascimento de um filho, muitos homens descobrem facetas que até então permaneciam “adormecidas” em seu interior.

O pai que aparece no vídeo abaixo resolveu oferecer ao bebê um dedilhar de violão. Certamente, ele queria compartilhar com o filho o amor pela música e oferecer a ele um momento de carinho, segurança e calma.

Os filhos nos tornam melhores. Com certeza este jovem pai se sente motivado a aprimorar sua arte para que o bebê receba notas harmoniosas e belas. E o menino, que parece estar com sono, acompanha muito bem o concerto particular. Inclusive move sua mãozinha para aproximá-la das cordas.

A música proporciona uma grande quantidade de estímulos às crianças. Nos primeiros meses de vida, convém que eles ouçam música clássica, canto, canções de ninar e rimas.

No vídeo que viralizou, vemos o carinho do pai para com o filho. Embora ele não seja o melhor músico do mundo, certamente tenta ser o melhor pai!

 

 

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.