Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 27 Julho |
São Galactório
home iconAtualidade
line break icon

Quase 100% das empresas venezuelanas paralisaram ou reduziram produção

CARACAS

Ciudad Laboratorio - ciudlab

Agências de Notícias - publicado em 11/06/19 - atualizado em 11/06/19

Segundo pesquisa, 14% pararam por completo suas atividades

Uma pesquisa encomendada pelo sindicato das indústrias e apresentada nesta terça-feira (11) aponta que 96% das empresas venezuelanas paralisaram, ou diminuíram, sua produção no primeiro trimestre de 2019, devido aos apagões, à escassez de gasolina e à restrição de créditos.

Das empresas pesquisadas, “96% não produziram, ou diminuíram, sua produção”, declarou o presidente da Confederação de Industriais da Venezuela (CONINDUSTRIA), Juan Pablo Olalquiaga, ao apresentar o estudo à imprensa.

Ainda segundo ele, 14% pararam por completo suas atividades.

A situação é ainda mais crítica, considerando-se que cerca de 80% das empresas do país fecharam desde a ascensão do chavismo ao poder, duas décadas atrás, disse Olalquiaga.

Ele acrescentou que as empresas ativas operam, em média, com algo em torno de 18% de sua capacidade, em comparação com 81% e 78% das indústrias da vizinha Colômbia e do Brasil, respectivamente. Além disso, 84% das empresas tiveram de demitir trabalhadores.

Olalquiaga relacionou esse cenário de retrocesso aos grandes apagões que atingiram o país desde março e à falta de combustível para o transporte.

A escassez de gasolina é crônica nas áreas de fronteira há anos, mas se espalhou para várias regiões do interior.

O problema piorou após a entrada em vigor, em abril, de um embargo de Washington que proíbe a negociação do petróleo venezuelano no sistema financeiro americano e a venda de combustíveis e solventes ao país para processar seu petróleo pesado.

As medidas fazem parte das sanções adotadas pela Casa Branca para pressionar o presidente Nicolás Maduro, a quem descreve de “ditador”. As sanções incluem restrições ao transporte aéreo e marítimo de cargas.

“Os navios pararam de vir”, afirmou Olalquiaga, apontando que isso ameaça aprofundar a queda das exportações privadas não petroleiras, que passaram de 1,7 bilhão de dólares em 2013 para 699 milhões em 2018, segundo o Banco Central.

Ao mesmo tempo, as importações não petroleiras, nas quais o Estado é o principal ator, caíram de 44 bilhões de dólares em 2013 para apenas 5,8 bilhões em 2018. Isso contribuiu para o déficit de produção nacional que causou uma grave escassez de produtos básicos.

A restrição de crédito também impacta o setor, segundo Olalquiaga, depois que o governo aumentou a exigência de reserva, ou seja, fundos que os bancos devem depositar no BCV para respaldar seus depósitos.

A COINDUSTRIA também relatou uma contração no consumo, em um colapso econômico marcado pela hiperinflação que o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta para 10.000.000% até 2019.

Há um “baixo nível de vendas” em meio a um “processo de empobrecimento” da sociedade, completou Olalquiaga.

Nesse contexto, 68% das empresas que seguem vivas podem fechar dentro de um ano, alerta o relatório.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
4
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
5
CONFESSION, PRIEST, WOMAN
Julio De la Vega Hazas
Por que não posso me confessar diretamente com Deus?
6
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
7
Anna Gębalska-Berekets
O que falar (e o que não falar) a um ente querido com câncer
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia