Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Lugares onde você pode se sentir no céu (e como encontrá-los)

Jeune fille pensive
© Shutterstock - Morakot Kawinchan
Compartilhar

A voz de Deus sussurra para nós nesses momentos e lugares especiais

Há lugares onde o limite entre o céu e a terra é sutil. Estes lugares são onde nós construímos santuários e igrejas. Fazemos peregrinações para chegar até eles, subimos montanhas e enfrentamos obstáculos para encontrá-los. Também os encontramos em raros momentos em que a beleza transcendente se espreme em um único instante que parece durar para sempre. Eles ecoam de volta para nós na música e através da arte. Eles podem nos surpreender, aparecendo no arrulho de um bebê, no momento em que uma criança segura a sua mão ou em uma xícara de café no início da manhã na varanda dos fundos. A voz de Deus sussurra para nós nesses momentos e lugares especiais.

Para mim, o lugar onde o véu que separa o céu e a terra é quase translúcido é em uma igreja durante a Missa. De lá, um número infinito de lugares desse tipo se espalha na selvageria do mundo, onde nos deparamos com eles ao rodearmos cantos aleatórios. Eles descem sobre nós como um pôr do sol e se espalham pelo horizonte. Eles são o tipo de lugar em que queremos tirar uma foto para salvar para sempre, mas a foto nunca pode fazer justiça. Talvez o fato de serem impossíveis de guardar para mais tarde seja o que os torna tão preciosos.

A experiência de estar em um lugar como esse é difícil de descrever. O que você sentiu durante a Missa? O que fez você aplaudir espontaneamente quando viu o sol se por no lago Michigan? Por que seu coração pulou quando sua caminhada matutina vagou pela névoa que pairava como incenso sobre a paisagem? Essas experiências são difíceis de descrever não porque não somos bons com palavras, mas porque são mistérios que tocam o infinito e as palavras não podem expressá-los.

Entretanto, os lugares em si não são mágicos; eles são mais como uma janela que oferece um vislumbre melhor do céu.

Como encontrar esses lugares? 

A dificuldade que sinto é que, muitas vezes, eu me distraio demais para olhar por uma janela. Eu não consigo enxergar a beleza dos lugares por causa da minha ansiedade, porque estou olhando para o meu telefone ou simplesmente sendo descuidado com a forma como uso o meu tempo.

A maneira de encontrar esses lugares é fácil de explicar, mas difícil de realizar na vida real. É fácil porque tudo o que você precisa é estar disposto e pronto para olhar. Isso significa cultivar pacientemente o silêncio interior e esperar que o mistério se desdobre. Se eu sei que a Missa é um desses lugares, não posso permitir que minha participação fique irregular ou que eu me distraia enquanto estou lá. Se eu sei que uma vez por ano eu preciso de pelo menos alguns dias em um lugar isolado no meio da natureza para ficar sozinho, eu tenho que reservar esses poucos dias na minha agenda. Uma vez que você sabe qual é esse lugar que te faz tão bem, esteja lá de coração aberto. 

Os benefícios 

O esforço vale a pena, porque, como seres humanos, precisamos de momentos na presença do divino. Somos mais do que nossos corpos e precisamos alimentar nossas almas também. Nossas vidas não são puramente materiais e precisamos nos renovar espiritualmente.Passar um tempo em um lugar que nos faz bem redefine nossa perspectiva sobre o que é importante na vida. É onde nos redescobrimos, renovando nossa conexão com Deus. Quanto mais focarmos em nós mesmos, mais nossas ansiedades e distrações se desvanecem.

Nesses lugares, encontramos o amor. E quando nosso amor alcança e toca o amor de Deus, é quando a faísca acontece – uma faísca que pode iluminar sua alma.

O esforço vale a pena, porque, como seres humanos, precisamos de momentos na presença do divino. Isso é porque somos mais do que nossos corpos e precisamos alimentar nossas almas também. Nossas vidas não são puramente materiais e precisamos nos renovar espiritualmente regularmente.

Passar um tempo em um lugar desses redefine nossa perspectiva sobre o que é importante na vida. O que realmente importa é o lugar calmo e imóvel em torno do qual circulam as ocupações da vida cotidiana. É onde nos redescobrimos renovando nossa conexão com Deus. Quanto mais nos colocarmos no centro, mais nossas ansiedades e distrações se desvanecem.

Esses locais são, acima de tudo, criados por amor. Quando nosso amor alcança e toca o amor de Deus, é quando a faísca acontece, e é uma faísca que pode iluminar sua alma em chamas.

Leia também: Como reconhecer a voz de Deus, segundo Santo Inácio de Loyola

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.