Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa: é preciso defender a vida desde o ventre materno

Compartilhar

Milhares de pessoas participaram na Polônia da “Marcha pela vida”

O Papa Francisco reforçou o chamado a defender a vida desde o ventre materno, nessa quarta-feira, durante a catequese semanal com os peregrinos em Roma.

Ao saudar os peregrinos poloneses presentes na Audiência Geral, o Papa recordou da Marcha pela Vida realizada no último domingo, “levando uma mensagem de que a vida é sagrada pois é dom de Deus”.

Somos chamados a defendê-la e servi-la desde a concepção no ventre materno até a idade avançada, quando ela é marcada pela enfermidade e pelo sofrimento. Não é lícito destruir a vida, torná-la objeto de experimentações ou falsas concepções. Peço-lhes que rezem para que a vida humana seja sempre respeitada, testemunhando assim os valores do Evangelho, especialmente no âmbito da família.

De fato, no último domingo, milhares de pessoas participaram na Polônia da “Marcha pela vida”. Durante o evento – refere o Escritório de Imprensa da Conferência Episcopal polonesa – foi pedida em particular, a retirada da introdução ao documento sobre educação sexual nas escolas.

Kamil Zwierz, presidente do Centro para a Vida e a Família, ao falar sobre o lema deste ano – “Não permitir a educação sexual nas escolas” – afirmou que as Marchas pela Vida e a Família deste ano realizadas na Polônia, “são dedicadas ao problema da educação sexual nas escolas, o que representa uma séria  ameaça a uma visão correta das crianças e jovens e à prioridade educacional dos pais; devemos definitivamente nos opor a isso”.

A Marcha de Varsóvia partiu do monumento de Copérnico em direção a Krakowskie Przedmieście, até chegar à Prefeitura de Varsóvia. Os participantes portavam uma bandeira branca e vermelha de 100 metros. Especialmente os mais jovens, seguravam balões coloridos.

A Marcha foi precedida pela Santa Missa na Igreja da Santa Cruz para os participantes do evento, enquanto a bênção foi concedida pelo cardeal Kazimierz Nycz, Metropolita de Varsóvia, e por Dom Romuald Kamiński, arcebispo da Diocese de Varsóvia-Praga.

(Com Vatican News)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.