Aleteia

Estas igrejas católicas oferecem aos sem-teto um lugar para descansar

THE GUBBIO PROJECT
Compartilhar

O Projeto Gubbio ajuda pessoas ao relento a ter um lugar seguro para passar algumas horas de descanso

Nos bairros Tenderloin and Mission, em São Francisco (EUA), havia muitas pessoas desabrigadas. O número de pessoas em situação de rua naquela área havia crescido desde 2004, atingindo proporções alarmantes na crise de 2008. Foi quando Shelly Roder e o padre Louis Vitale começaram o The Gubbio Project.

O Projeto Gubbio é executado nas duas paróquias locais, São Bonifácio, em Tenderloin, e São João Evangelista, no distrito de Mission. São três os objetivos da obra: fornecer aos sem-teto um lugar seguro para ter algumas horas de descanso; atender ao bem-estar físico, social, psicológico e espiritual dos hóspedes sem-teto; e cultivar uma relação entre a comunidade e seus vizinhos sem-teto.

O projeto ajuda a enfrentar um dos problemas de saúde mais críticos dos desabrigados: a privação do sono. A partir das 6h da manhã, enquanto o terço é rezado em preparação à Missa matutina, os desabrigados são acolhidos e recebem espaço nos bancos de dois terços da igreja, onde eles podem descansar um pouco e ter algumas horas de sono. A igreja não faz perguntas e não pede nomes. Todos são bem-vindos.

As igrejas fornecem cobertores, meias novas, kits básicos de higiene, cuidados para os pés, serviços de capelania, referências a recursos externos e até um serviço de fisioterapia. Durante aquelas horas, os fiéis sem-teto são deixados à vontade para dormir, rezar ou apenas sentar e descansar um pouco.

A iniciativa reforça perante os paroquianos e a comunidade que pessoas em situação de extrema pobreza também são suas vizinhas. A comunidade trabalha para estabelecer uma conexão e entendimento entre os paroquianos e os sem-teto, no espírito da orientação do Papa Bento XVI de que devemos tratar nossos irmãos e irmãs com dignidade humana.

Celebrar diariamente a Missa em torno aos moradores de rua é uma experiência marcante de caridade. E ajuda a recordar aos mais vulneráveis que eles não estão sozinhos. O projeto ainda oferece oportunidades para os dois grupos interagirem entre si e cuidarem das necessidades um do outro.

O Projeto Gubbio leva o nome da cidade na Itália onde, segundo a lenda, São Francisco negociou a paz entre cidadãos assustados e um lobo. O site do projeto explica:

Francisco negociou um acordo entre as duas partes em conflito, reconhecendo que com a comunicação elas poderiam encontrar um terreno comum. Nos bairros Tenderloin e Mission, em São Francisco, convive-se de perto com pessoas desesperadamente pobres e, às vezes, mal-entendidos e conflitos ocorrem. O Projeto Gubbio é uma resposta criativa a esta situação – ajudar os paroquianos e visitantes da igreja a se conectarem uns com os outros.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia