Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O segredo da alegria, da felicidade e da paz, segundo Santa Teresinha

KOBIETA NAD MORZEM
Artem Bali/Unsplash | CC0
Compartilhar

Faça essas duas coisas e você estará no caminho para uma paz e alegria que nunca terminarão

A freira carmelita francesa Santa Thérèse de Lisieux (ou Santa Teresinha do Menino Jesus) ficou conhecida por seu “Pequeno Caminho”, um caminho para a santidade que não se concentra em grandes atos de heroísmo, mas simples gestos comuns de amor. Ela escreve extensivamente sobre isso em sua autobiografia História de uma Alma, em que também revela o “segredo” para a alegria, a felicidade e a paz, que é tão frequentemente ilusório para muitos de nós.

Sua vida foi de muito sofrimento. Ela perdeu a mãe em tenra idade e lutou contra a tuberculose. No entanto, Santa Teresinha encontrou um “caminho oculto” que lhe deu uma paz duradoura, capaz de preservar sua alma do desespero total.

Ela escreveu:

“Se almas fracas e imperfeitas como a minha sentissem o que eu sinto, ninguém se desesperaria em alcançar o cume da Montanha do Amor, já que Jesus não pede grandes feitos, mas apenas gratidão e autoentrega”.

Santa Teresinha continua explicando que, mesmo se ela estivesse consciente de todos os pecados do mundo, ainda assim tudo isso não tiraria a paz de sua alma: 

“Eu sinto que, mesmo que eu tivesse em minha consciência todo crime que alguém pudesse cometer, eu não perderia nada da minha confiança: meu coração partido pela tristeza, eu me jogaria nos braços do meu Salvador. Sei que Ele ama o filho pródigo, ouvi as suas palavras à Santa Maria Madalena, à mulher apanhada em adultério e à mulher de Samaria. Ninguém poderia me assustar, pois sei em que acreditar a respeito de Sua Misericórdia e Seu Amor. E sei que toda aquela multidão de pecados desapareceria num instante, mesmo quando uma gota de água fosse lançada em uma fornalha flamejante.”

Teresinha acreditava firmemente que essa autoentrega a Deus, combinada com uma igual gratidão por seus grandes dons, era um caminho para uma paz verdadeira e duradoura: 

“Entre os discípulos do mundo, Ele não encontra nada além de indiferença e ingratidão e, infelizmente, entre os seus, como poucos corações se entregam sem reservas à infinita ternura do seu amor. Felizes somos nós que temos o privilégio de entender os mais íntimos segredos de Nossa Divina Esposa ”.

Então, na próxima vez que você se sentir desesperado , especialmente se você acha que é incapaz de muitos grandes feitos, lembre-se dessas palavras de Santa Teresinha. Entregue-se a Deus completamente e agradeça-o pelas bênçãos que ele lhe concedeu. Faça essas duas coisas e você estará no caminho para uma paz e alegria que nunca terminarão.

Leia também: Você já acorda desanimada(o)? Reze esta oração de Santa Teresinha

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.