Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Padre só reza, não trabalha! Será?

OBRZĘD OBMYCIA RĄK
Shutterstock
Compartilhar

O sacerdócio requer uma dura rotina de trabalho (mas quase ninguém pensa assim)

Missas, Confissões, Casamentos, Unções dos Enfermos, Batizados, Bênçãos do Santíssimo, direções espirituais, aconselhamentos, pregações, obras sociais, missões, administração da paróquia… Ufa! São muitas as atividades desenvolvidas por um padre, cuja rotina pode ser bem puxada. Só por ter que trabalhar aos domingo, feriados e à noite…Realmente não é para qualquer um.

Mesmo assim, tem gente que ainda acha que ser sacerdote é moleza e que o padre só trabalha naquela horinha ali na Missa ou no Casamento, enquanto está “rezando”.

Não é bem assim! Que o diga o Padre Gabriel Vila Verde. O sacerdote teve um fim de semana agitado (não diferente de outros finais de semana e de outros sacerdotes) e fez questão de compartilhar os inúmeros compromissos em seu perfil no Facebook: 

“Certa vez, me disseram: ser padre é bom, porque não trabalha. Por isso, gostaria de partilhar com vocês como foi meu final de semana.

Após a festa de Santo Antônio na minha paróquia, fui dormir 00:30 h.

Acordei 4:00, peguei o carro e fui para o aeroporto.

Peguei um vôo para Brasília e outro para Palmas.

Celebrei uma Missa à noite, seguida de confissões.

No outro dia, uma pregação e uma Missa.

Não deu tempo de almoçar, tive que sair correndo para não perder o outro vôo.

Peguei o avião para Guarulhos- SP.

De São Paulo, peguei outro para Confins – MG.

Cheguei em confins 19:00 h.

Entrei num carro e viajei por mais de cinco horas, numa estrada sinuosa.

Cheguei no outro evento depois da meia noite.

Fui dormir , e acordei para fazer outra pregação, atender confissões e celebrar a Missa.

De lá, fui para o aeroporto de Ipatinga e peguei outro vôo para Belo Horizonte.

De Belo Horizonte, peguei outro para Salvador, chegando no aeroporto 23:55 min.

Tudo isso em três dias. Sem hora certa para alimentação, sem equipe de apoio. Só e Deus, nas estradas da vida.

E mesmo assim, você ainda vê pessoas dizendo por aí que ser padre é coisa fácil, porque só reza e não trabalha. Engraçado é que as pessoas que falam isso, não querem ir para o seminário. Faça a experiência de acompanhar os sacerdotes em missão, e sua visão mudará.”

Recado dado, padre! 

 

Leia também: “Perguntem o que quiserem saber sobre os padres. Responderei o que eu puder”

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.