Aleteia

Parando de fumar, devoto de Nossa Senhora poupou dinheiro e conheceu 4 países

Nilo Veloso / Arquivo Pessoal, via G1
Compartilhar

Em 14 anos, desde que trocou o vício pela realização de sonhos, ele economizou em média R$ 15 por dia ou R$ 5.500 por ano

O aposentado brasileiro Nilo Veloso, que vive no Ceará, parou de fumar há 14 anos e, desde então, só economizando o dinheiro que antes gastava com cigarros, conseguiu comprar computadores e câmeras fotográficas, trocar toda a mobília de casa, dar entrada num carro e conhecer 4 países da América do Sul: Uruguai, Argentina, Chile e Paraguai.

Destaque em matéria do portal G1, Nilo contou à reportagem da sucursal cearense que poupa, em média, R$ 15 por dia e, a cada 12 meses, saca o total economizado no período. O valor sacado neste último 5 de junho foi de R$ 5.233: está dentro da faixa que ele consegue acumular a cada ano desde que abandonou o vício.

“Em média, eu consigo, todo ano, entre R$ 5.200 e R$ 5.600. Já fiz tanta coisa na minha vida com esse dinheiro! Parar de fumar foi a melhor coisa que fiz na minha vida”.

Devoção a Nossa Senhora Aparecida

Os planos de uso para as economias dos últimos 12 meses já estão definidos:

“Vou passar oito dias em Aparecida, no interior de São Paulo, com minha esposa. Consegui trocar a maioria das moedas e comprar a passagem para agosto. Já conheci o Brasil quase todo”.

Nilo relatou à reportagem do G1 que a sua decisão de trocar o cigarro por uma vida mais saudável ocorreu num dia em que, ao sair do trabalho para almoçar, passou mal dentro do carro. Ele fumava diariamente havia 34 anos.

“Eu, que sou devoto de Nossa Senhora, pedi a ela, nesse dia, para parar de fumar porque eu estava ficando doente. Desde então eu nunca mais voltei”.

Da fumaça à realização de sonhos

Ele acrescenta que já tinha tentado abandonar o vício diversas vezes, sem sucesso. Mas, naquele dia, a determinação foi firme e alicerçada em um propósito motivador: o dinheiro que deixou de ser gasto em cigarro passou a ser destinado a “realizar sonhos“. Os R$ 5 que guardava inicialmente a cada dia foram aumentando de valor até chegarem, atualmente, a cerca de R$ 15: é o equivalente aos três maços de cigarro que, antes, Nilo fumava diariamente.

O estilo de vida também foi transformado. O sedentarismo, acompanhado até por dificuldade em respirar, cedeu espaço à prática de esportes iniciada pela compra de uma bicicleta.

Hoje, pedalando até 58 quilômetros em uma sessão de fim de semana, o ex-fumante que trocou a fumaça pelos sonhos reais capitaneia um grupo de ciclismo que ele próprio criou, o Pedal Urbano Nilo Veloso. Afinal, a mudança de vida nunca se limita apenas a você mesmo: ela sempre inspira as pessoas ao seu redor!

Boletim
Receba Aleteia todo dia