Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

A história da mulher que recusou 10 abortos

touch.jpg

https://pixabay.com/photos/touch-special-caring-care-love-2579147/

Reportagem local - Sempre Família - publicado em 21/06/19

O bebê que ela esperava tinha malformação na coluna. Os médicos insistiam em interromper a gravidez, mas a vida falou mais alto

O sonho de ser mãe quase se tornou um pesadelo para Natalie Halson, uma britânica de 29 anos.

Quando ela completou 22 semanas de gestação, os médicos descobriram que o bebê que ela esperava tinha espinha bífida, uma formação incompleta da medula espinhal. A anomalia poderia deixar a criança incapaz de caminhar e até provocar a paralisia total nos membros inferiores, de acordo com os médicos. Isso, sem contar as outras complicações causadas pela condição, como o acúmulo de líquido no cérebro e a falta de controle sobre a bexiga.

Diante do quadro, os especialistas sugeriram que Natalie fosse submetida a um aborto. Vale ressaltar que em alguns países, como os Estados Unidos, os bebês diagnosticados com espinha bífida ainda na gestação nem chegam a nascer. Ou seja, o aborto é permitido (e recomendado) nesses casos.

Mesmo com o alerta dos médicos, Natalie disse sim à vida e recusou-se a fazer o aborto. Mas o pior ainda estava por vir: a insistência dos médicos. Eles voltaram a indicar o aborto outras nove vezes, até quando a mulher completou 33 semanas de gravidez. “Eu percebi que havia opções e não desisti, mas os médicos simplesmente não aceitaram um ‘não’ como resposta”, revelou a mulher.

Até mesmo perto do parto, os médicos aborreceram Natalie com a sugestão de interromper a gravidez.

“Ela era uma pequena pessoa indefesa naquele momento. Era ruim pensar que eles só queriam que eu me livrasse dela”, contou ao Dailymail.

Graças à sábia decisão da mãe, o bebê, uma menina chamada Mirabelle, nasceu saudável e, apesar de os médicos afirmarem que ela não teria condições mínimas de qualidades de vida, a menina se desenvolve muito bem, segundo a mãe. E ela comemora: “Estou tão feliz por ter recusado. Mirabelle é realmente um milagre”, declarou Natalie.

Com informações de Sempre Família 




Leia também:
“Mulheres, não abortem seu bebê”, diz mãe que abortou

Tags:
AbortoGravidez
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia