Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Natal em junho?

Saint John THE BAPTIST
Compartilhar

Entenda o que a Festa de São João Batista tem a ver com o nascimento de Jesus

No dia 24 de junho, a Igreja Católica celebra a Solenidade da Natividade de São João Batista, que lembra o nascimento do primo de Jesus, João. É uma das três festas no calendário da Igreja que celebra um aniversário.

O aniversário de São João é comemorado três meses após a Anunciação e seis meses antes do nascimento de Cristo. A festa coincide com o solstício de inverno no hemisfério sul, época do ano em que as noites são mais longas e, consequentemente, o sol se põe mais cedo.

Após a celebração do aniversário de São João, os dias tornam-se progressivamente mais longos até o solstício de verão, em dezembro, quando o sol se põe um pouco mais tarde.

Historicamente, os cristãos celebravam este dia de maneira muito semelhante ao Natal. A Enciclopédia Católica explica até que ponto os cristãos medievais ligaram as duas festas:

A semelhança da Festa de São João com a do Natal foi levada adiante, pois outra característica do dia 24 de junho era a celebração de três Missas: a primeira, na calada da noite, recordava sua missão de Precursor; a segunda, ao amanhecer, comemorava o Batismo que ele conferia; e a terceira, na Hora Tertia, honrava sua santidade.

Toda a liturgia do dia, repetidamente enriquecida pelos acréscimos de vários papas, estava em sugestividade e beleza a par com a liturgia do Natal. O dia de São João era tão sagrado que dois exércitos rivais, encontrando-se cara a cara em 23 de junho, de comum acordo adiaram a batalha até o dia seguinte da festa (Batalha de Fontenay, 841).

Francis X. Weiser também dá algumas informações sobre a celebração medieval desta festa:

O Concílio de Agde, em 506, listou a Natividade de São João entre as maiores festas do ano, dia em que todos os fiéis tinham que assistir à Missa e abster-se do trabalho servil. De fato, tão grande foi a classificação desta festividade que, assim como no Natal, três Missas foram celebradas, uma durante a cerimônia de vigília, a segunda na madrugada e a terceira pela manhã. Em 1022, um sínodo em Seligenstadt, Alemanha, prescreveu um jejum de quatorze dias e abstinência em preparação para a Festa do Batista.

Muitos cristãos orientais mantêm algumas dessas tradições, como uma vigília noturna que antecede 24 de junho.

De qualquer forma, a festa de São João Batista é uma forma de iniciarmos a preparação para o Natal!

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.