Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O menino que deu tudo o que conseguiu economizar para o médico que curou sua mãe do câncer

child money piggy bank
Di Elvira Koneva/Shutterstock
Compartilhar

Uma doação de menos de R$ 2, mas com a certeza de que "o pouco com Deus é muito, e o muito sem Deus é nada"

Giovanni é um menino de cinco anos. E nós, cristãos, sabemos que, se não nos tornarmos crianças, não entraremos no Reino dos Céus.

Esse garoto fez algo que nos lembra a pobre viúva do Evangelho, que jogou na caixa de oferendas do templo tudo o que ela tinha para viver, sem guardar nada para si mesma.

Segundo reportagem do La Repubblica, o menino colocou em um evelope as poucas moedas que havia guardado ao longo da vida para entregá-las ao Dr. Pietro Caldarella, subdiretor do Instituto Europeu de Oncologia. O médico curou a mãe dele do câncer de mama.

“É para a pesquisa”, disse Giovanni, colocando seu precioso pacote nas mãos do espantado oncologista, que mal conseguia segurar as lágrimas. “Eu queria chorar”, disse o médico no Facebook, em um post que recebeu milhares de curtidas e comentários.

Que gesto incrível de maturidade! As crianças realmente acreditam no que fazem. Elas levam as coisas a sério, e elas dão tudo, não apenas o extra ou aquilo que está sobrando, como costumamos fazer nós, adultos. Tentamos encontrar atalhos e formas de dar menos e procurar rotas de fuga. Somos céticos, enquanto para as crianças tudo é possível.

Giovanni doou 45 centavos de euro – pouco menos de R$ 2,00 – ao médico por ocasião de um checkup de sua mãe que, no ano anterior, havia passado por uma operação e quimioterapia, e que hoje está livre do câncer.

“O envelope estava pesado”, disse o oncologista ao La Repubblica, “e eu entendi que encontraria algo a mais lá dentro do que apenas um bilhete”. Giovanni olhou diretamente nos olhos do doutor quando fez a doação, e o médico, emocionado, respondeu com uma voz cheia de orgulho: “Você é um homenzinho de verdade.”

O que nos faz homens? O que nos torna pessoas livres? A capacidade de oferecer o que é mais caro para nós, para mostrar o quão profundamente algo está perto do nosso coração. Mas talvez apenas as crianças e os pobres sejam capazes disso, porque sabem o que é realmente essencial.

“Sou cirurgião há 20 anos”, disse Caldarella ao La Repubblica. “Eu vi muitas histórias tristes, mas esse gesto em particular realmente me emocionou. São apenas algumas moedas, mas é bonito ver o futuro desta criança, feito de gestos simples. ”

O verdadeiro valor do presente de Giovanni não é monetário; é a lição de generosidade e gratidão que todos nós devemos aprender a imitar.

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.