Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 20 Maio |
Bem-aventurado Luís Talamoni
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

México envia 15.000 militares para a fronteira com os EUA

MIGRANTS

Shutterstock | Vic Hinterlang

Agências de Notícias - publicado em 25/06/19 - atualizado em 25/06/19

Na fronteira sul - com a América Central - há cerca de 6.500 militares para evitar a passagem de milhares de migrantes

O México posicionou 15.000 soldados e policiais em sua fronteira norte para cumprir o compromisso assumido com o governo dos Estados Unidos de frear a migração, realizando inclusive detenções, informou nesta segunda-feira (24) o chefe do exército mexicano.

“Temos uma mobilização total entre a Guarda Nacional e as unidades do Exército de quase 15 mil homens no norte do país”, afirmou o secretário de Defesa Nacional, Luis Cresentio Sandoval, durante a conferência matutina do presidente Andrés Manuel López Obrador.

Sandoval informou que, além de interceptar migrantes em sua passagem pelo território mexicano, o exército e a Guarda Nacional – formada por policiais militares, navais e federais – também os prendiam tentando cruzar a fronteira com os Estados Unidos.

“Considerando que a migração não é delito, é uma falha administrativa, então não prendemos mais ninguém e colocamos à disposição das autoridades” do Instituto Nacional de Migração, explicou Sandoval.

Na fronteira sul – com a América Central – há cerca de 6.500 militares para evitar a passagem de milhares de migrantes, na maioria provenientes de Guatemala, Honduras e El Salvador, que buscam chegar aos Estados Unidos fugindo da violência e da pobreza.

“Estamos cuidando de toda a fronteira e foi uma parte da estratégia; se cobríssemos somente Chiapas (sul), que é onde é feita a maior quantidade de movimentos migratórios irregulares (…), buscariam outra rota”, explicou Sandoval, especificando que a Guarda Nacional se estendeu até a turística região de Quintana Roo.

As autoridades mexicanas operam há anos para capturar migrantes no território, mas quase nunca na fronteira norte.

No final de maio, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou impor tarifas sobre as exportações mexicanas se esse país não restringisse o fluxo de imigrantes sem documentos.

Em 7 de junho, os dois países chegaram a um acordo para suspender a aplicação desses impostos, que foram fixados para o dia 10.

Os Estados Unidos concederam ao México um prazo de 45 dias para tomar medidas rígidas e depois mais 45 dias para avaliar os resultados.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia