Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Nasce (e cresce) nos EUA a inspiradora devoção a “Nossa Senhora Despedaçada”

Broken Mary
Broken Mary / Facebook
Compartilhar

Achada no lixo, a imagem partida ao meio “juntou os cacos” de um homem despedaçado pela doença e pelas adversidades

Uma peculiar devoção mariana vem surgindo e se consolidando em Chicago, nos Estados Unidos, desde que, em 2010, o localmente muito conhecido locutor de rádio Kevin Matthews encontrou no lixo uma imagem de Maria quebrada ao meio. Ele a levou para casa e tentou restaurá-la.

BROKEN MARY
Facebook Broken Mary

Na época, Matthews passava por uma fase muito difícil: além de estar desempregado, ele tinha sido diagnosticado com esclerose múltipla. Enquanto tentava reconstituir a imagem de Nossa Senhora, ele ia, conforme hoje testemunha, “juntando os cacos da sua própria vida“. O locutor foi se reaproximando da prática religiosa e, mediante a oração frequente do Santo Rosário, foi aprofundando o seu processo de conversão. Agora católico praticante, ele destaca:

“Todos nós estamos quebrados de alguma forma… Todos. Não somos perfeitos, temos defeitos. Mas somos amados”.

A transformação que experimentou graças a “Nossa Senhora Despedaçada” levou Matthews a espalhar o seu testemunho pessoal e a propagar a devoção a Maria como intercessora por todos aqueles que estão quebrantados na vida: ele escreveu um livro, “Broken Mary – A Journey of Hope” (“Maria Despedaçada – Uma Jornada de Esperança“), e começou a levar a imagem nas suas visitas a hospitais, presídios e centros de reabilitação para dependentes químicos.

KEVIN MATTHEWS
Facebook Broken Mary

A nova devoção mariana inspirou até uma procissão em Chicago no dia 31 de maio, solenidade da Visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel: participaram cerca de 1.500 pessoas que, no fim de tarde, com velas acesas e rezando o terço, caminharam da igreja de São João Câncio até a histórica Water Tower, onde oraram pela paz na cidade e nas suas próprias vidas, “quebrantadas” pelas adversidades que todos nós enfrentamos em nossa passagem por este mundo.

O pe. Joshua Caswell, da paróquia de São João Câncio, apoiou a procissão e declarou a respeito:

“Quando escutamos a história de Kevin Matthews, notamos que ela tinha muito a ver com a nossa cidade, que tem sofrido muitos fracassos (…) Nós também escutamos as pequenas inspirações que Deus estava nos dando. Acredito que Maria realmente queria que nós fizéssemos esta procissão.

E foi incrível. Foi realmente um milagre sair tudo tão bem: as autorizações, o clima, as pessoas que vieram de toda a arquidiocese. Vi pessoas de todas as cores e credos se inspirarem numa imagem que já esteve no lixo. Vi pessoas ‘quebradas’, física e espiritualmente, experimentarem uma renovação naquela noite. Eu tenho a esperança de que isto seja só o começo. Deus restaura todas as coisas e nós temos uma Mãe celestial que nos ama”.

BROKEN MARY
Facebook Broken Mary
KEVIN MATTHEWS
Facebook Broken Mary

Leia também: Oração a Nossa Senhora de Paris pelo nosso mundo que arde em chamas

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.