Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Assim uma mãe perdoa o homem que matou seu filho

FORGIVING
Capture video
Compartilhar

Aconteceu nos tribunais de Necochea (Argentina) e fez chorar até mesmo a advogada do acusado

Atônitos, os advogados, os policiais, e todos presentes pareciam presenciar algo sem precedentes nesse tipo de julgamento. A mãe da vítima se aproximou do acusado do assassinato de seu filho e o abraçou dizendo: eu te perdoo.

Foi o que aconteceu durante a última sessão do julgamento que acontece no Tribunal Penal 1 de Necochea, província de Buenos Aires, para julgar a responsabilidade de Fabian Dos Santos pela morte de James Vitale, que ocorreu em 5 de maio de 2018.

A mãe de James, Nancy, não acredita na versão expressa por Fabian Dos Santos, que alega ter matado Vitale em legítima defesa. Mas mesmo assim ela se aproximou do réu e o abraçou, oferecendo o seu perdão. Como se vê nas imagens, as pessoas presentes se surpreendem profundamente com o gesto.

As imagens foram divulgadas pela mídia local de Necochea. O juiz Mario Juliano, membro do tribunal que deve julgar o caso, escreveu nas redes sociais: “Hoje presenciei um evento raro. Julgamento público de um homicídio. Finalizando, a mãe da vítima nos pede para abordar o acusado e lhe diz que, embora ele não estivesse dizendo a verdade, ela o perdoava. Ele pegou seu rosto em suas mãos, beijou-o, e então eles se abraçaram e choraram juntos (a maioria dos presentes também). ”

“Nancy hoje encheu a sala do amor, ensinou-nos que podemos ser muito melhores como pessoas e como sociedade”, disse o juiz.

Sabe-se que Santos atirou duas vezes em Vitale no contexto de uma discussão sobre a venda de uma moto. A promotoria afirma que não foi legítima defesa. O réu pode pegar 25 anos de prisão por assassinato. A sentença ainda não saiu.

A decisão pessoal da mãe da vítima de oferecer o seu perdão não significa que ela tenha pedido qualquer tipo de anulação do julgamento. Na justiça terrena, todo ato tem suas consequências, ela disse.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.