Aleteia

Pe. Zezinho fala da redução de leitores no Brasil: “Fecharam a livraria”

Pe. Zezinho
Compartilhar

“Faliu por falta de leitores. Esta tarde voltei para casa muito triste. A internet não pode me dar o que os livros me deram ou darão!”

O pe. Zezinho compartilhou o seguinte “desabafo” sobre a queda de leitores e de leitura no Brasil, um fenômeno que aumenta há anos no país. Confira o que ele postou em sua página no Facebook:

Esta tarde voltei para casa muito triste. Fecharam a livraria onde eu comprava a maioria dos meus livros de cultura. Faliu por falta de leitores. Eu ia lá duas a três vezes por mês para comprar cultura!

Os 8% de leitores brasileiros e compradores de livros não conseguiram mantê-la.

Um país que tem tão poucos leitores fatalmente verá jornais, revistas e livraria declararem falência. E terá poucos eleitores capazes de escolher seus representantes e governantes. Até porque também governantes e representantes do povo, também eles, infelizmente, quase não leem.

Não é que a ERA DO LIVRO acabou. Acabou a ERA DO PENSAMENTO. A mídia e as redes são IMEDIATISTAS.

As livrarias e os leitores digerem muito melhor as informações que chegam a um povo. Quem não lê corre o risco de engolir o que jornalistas, cantores, artistas, entrevistadores e entrevistados e animadores de TV resumem naquela semana.

É o FAST FOOD do cérebro da multidão. Engolem a informação do dia e aceitam que gente famosa e políticos opinem por ela.

Os livros oferecem mesas fartas de conhecimento milenar. São minas de ouro cheia de veios do saber.

Por isso voltei triste. A internet não pode me dar o que os livros me deram ou darão!

Sou um ancião saudosista ou sou apenas um ancião realista que teima em pensar e fazer o povo pensar no passado e no futuro?

Boletim
Receba Aleteia todo dia