Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Netflix vai adaptar “Crônicas de Nárnia”, de C.S. Lewis, em série

NARNIA
Compartilhar

O projeto, dividido em temporadas, pode ser parte da promessa de fornecer mais programas baseados na fé e na família

Os fãs das Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis, podem esperar ansiosamente por novas adaptações deste clássico, nos próximos anos.

A Netflix anunciou na mídia social que fechou um acordo de vários anos com a CS Lewis Company para adaptar os romances, que narram as aventuras dos irmãos Pevensie na mágica terra de Nárnia, em uma série de TV.

Agora, a gigante do entretenimento por streaming anunciou que contratou o roteirista Matthew Aldrich, um dos co-roteiristas de Viva – A vida é uma festa, vencedor do Oscar no ano passado, para ser o “arquiteto criativo” do projeto.

Embora as histórias de Nárnia tenham um amplo apelo – os livros venderam mais de 100 milhões de exemplares e foram traduzidos em 47 idiomas -, Lewis os escreveu como alegorias cristãs que poderiam oferecer às crianças um ingresso imaginativo à fé.

Para aqueles que questionam se há realmente um elemento religioso em Nárnia, Lewis foi bastante claro sobre isso. Em uma carta a Arthur Greeves em 1931, Lewis escreveu que a história do leão Aslan, que faz o papel de representação de Cristo, foi uma releitura da “encarnação, crucificação e ressurreição”.

Seria este projeto de Nárnia parte de um esforço deliberado da Netflix em favor dos telespectadores cristãos? Parece que sim.

No verão passado, a vice-presidente de séries originais da Netflix, Cindy Holland, anunciou que a plataforma esperava fornecer uma “lista robusta” de programação familiar e baseada na fé para seus assinantes.

“É um público muito importante para nós”, disse Holland a repórteres.

“Representa uma porcentagem significativa da população, não só aqui nos EUA, mas em todo o mundo”, disse.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.