Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 25 Novembro |
São Pedro Yi Ho-Yong
home iconEspiritualidade
line break icon

"A glória de Deus é o homem vivo" e "a vida do homem é a visão de Deus"

PRAYING

Garrett-(CC BY 2.0)

Dom Henrique - publicado em 09/07/19

Dom Henrique faz uma belíssima reflexão sobre a verdadeira vida a que somos convidados

Dom Henrique Soares da Costa, bispo de Palmares, PE, publicou em seu blog a seguinte reflexão sobre o quanto é sublime o homem amado por Deus e o quanto esse mesmo homem é capaz de aviltar-se quando se afasta d’Aquele que é seu Criador e sua Plenitude.

“Gloria Dei vivens homo!”

No longínquo século II, um dos mais ilustres dentre os bispos e teólogos da Igreja, Santo Irineu de Lião, afirmava: “Nunca poderíamos obter a incorrupção e a imortalidade a não ser unindo-nos à incorrupção e à imortalidade. Mas como poderíamos realizar esta união sem que antes a incorrupção e a imortalidade se tornassem aquilo que somos, a fim de que o corruptível fosse absorvido pela incorrupção e o mortal pela imortalidade e, deste modo, pudéssemos receber a adoção de filhos?” (Contra as Heresias

, III,19,1).Aqui, o santo Bispo quer dizer, entre outras coisas, que o homem sozinho não se salva, não chega a ser aquilo que sonha ser, não chega à plenitude, não se realiza. Aquilo que hoje chamamos de realização da existência, de vida plena, de sentido da vida e de salvação, Irineu chama de “incorrupção e imortalidade”: vida plena neste mundo e na glória eterna!

Pois bem, o homem sozinho, não chega a isso. Foi preciso que Deus lhe estendesse a mão, que o Filho de Deus Se tornasse filho do homem, que o Verbo Se fizesse carne, um de nós, um como nós, um vivendo a nossa aventura humana: “

Tendo falhado o homem, Deus foi magnânimo, pois previa a vitória que pelo Verbo lhe seria restituída. Porque a força se perfaz na fraqueza, revelou-se então a benignidade de Deus e Seu esplêndido poder” (Ibidem

, III,20,1).

Não deixa de ser surpreendente que, passados dois mil anos de cristianismo, a nossa cultura ocidental, engendrada pela fé cristã e por ela marcada, revele-se tão bêbada de prepotência e tão cega, na ilusão de construir uma civilização sem Deus, como se o homem se bastasse, fosse seu próprio fim, seu critério último ou, no dizer dos sofistas gregos, “

a medida de todas as coisas

“. Não! O homem não é a medida de todas as coisas, o critério último do bem e do mal, do certo e do errado! Ao menos esse homem, fechado em si, incapaz de reconhecer que ele vem de um Outro, a esse Outro está sempre referido e deste Outro dependerá sempre!

Por que esta reflexão, no presente texto? Por toda essa dissolução do verdadeiro sentido da vida humana na nossa enferma e decadente cultura ocidental. Recordo aqui umas admiráveis palavras de São João Paulo II, que advertia, de modo belíssimo: “

Reconhecer a vida! Reconhecer significa, antes de tudo redescobrir com renovada admiração aquilo que a própria razão e a ciência não temem chamar de ‘mistério’. A vida, especialmente a vida humana, suscita a pergunta fundamental, que o Salmista exprime de modo insuperável: ‘Que é o homem para que te recordes dele, o filho do homem, para que dele cuides?’ (Sl 8,5). Ninguém é dono da vida, ninguém tem o direito de manipular, oprimir ou até mesmo tirar a vida, sua ou dos outros

“.

Nosso tempo tem a seríssima tendência de desrespeitar a vida, no seu início (manipulações imorais, aborto, pílulas do dia seguinte), no seu desenvolver-se (pela fome, pela prostituição e libertinagem sexual, pelos entorpecentes, pelo fumo e o álcool, pela violência) e no seu fim (desprezo pelos anciãos, eutanásia). Tudo isso revela, por um lado, um vazio de Deus, de sentido do Absoluto que dá a razão última e o valor supremo de nossa existência e, por outro lado, revela também uma autossuficiência humana, que pensa bastar-se a si mesma! As palavras do santo Papa, neste sentido, eram proféticas: “

Ninguém é dono da vida!

” Esta é o dom primordial, o maior de todos: dom, presente imerecido e inesperado, surpresa absoluta vinda de Deus, aquilo que na linguagem teológica chamamos de “graça”! Isso mesmo: a vida é graça, como graça deve ser acolhida e como graça deve ser vivida!

Dramático na nossa cultura ocidental é que o homem nega Deus para afirmar-se, como um adolescente que somente se sente autônomo negando a autoridade dos pais. O triste é que negando Deus, negando Sua autoridade sobre nós, não nos tornamos mais livres nem dignificamos mais a existência humana, mas, ao contrário, sem Deus valemos menos, sem Deus a vida humana, em última análise, está entregue ao próprio capricho humano. Basta que olhemos ao nosso redor: quão pouco vale o homem. Para o sistema globalizado ele somente vale pelo que tem, pelo que produz e pelo que consome! Ao invés, quando Deus é retamente compreendido, torna-Se a maior garantia da preciosidade da vida humana – do primeiro ao último momento de sua existência! A verdadeira e perene base de todo autêntico direito humano é Deus, de Quem o homem é imagem e a Quem o homem é referido radicalmente, como já recordava o Livro do Gênesis: 

“Eu pedirei contas da vida do homem. Quem derrama o sangue do homem, pelo homem terá o seu sangue derramado. Pois à imagem de Deus o homem foi feito!” (Gn 9,5b-6) Era isso também que Santo Irineu queria exprimir ao dizer: Gloria Dei vivens homo (A glória de Deus é o homem vivo). Deus é o Amigo dos homens, e somente na alegria e na plenitude humana a Sua glória manifesta-se realmente! O homem morto, humilhado, coisificado pelas várias ideologias, antigas ou novas, pisoteado na sua dignidade, não glorifica a Deus, de Quem é imagem. Mas Irineu também completava: Vita hominis visio Dei (A Vida do homem é a visão de Deus). Somente na visão (na comunhão, na intimidade) de Deus o homem encontra sua verdadeira Vida, porque descobre o âmago da sua dignidade e o fundamento do sentido de sua existência. Sem a visão de Deus em sua vida, sem ter a Deus como seu horizonte, o homem se perde, o homem “morre” e, morto, também não revela a glória de Deus. Eis a nossa civilização, que autoriza aborto, como se fôssemos senhores da vida e da morte, que manipula células-tronco de embriões humanos, que brinca de clonar e de fecundar in vitro

, que destrói o reto e natural conceito de família, que deturpa e denigre o verdadeiro sentido da sexualidade e da diferença entre os sexos, desejando plagiar o próprio Deus, zombando do próprio Autor e Senhor da vida.

O triste e dramático é que, fechando-se para Deus, nossa civilização torna-se, na verdade, barbárie, que destruirá as pessoas e a si própria. Os sinais já estão aí; em alguns setores, de modo muito evidente, num avançado processo de decomposição cultural e humana. Quem tem olhos para ver, veja!

___________

Do blog Visão Cristã, de Dom Henrique Soares da Costa


Dom Henrique Soares

Leia também:
Dom Henrique reage aos abusos litúrgicos perpetrados na Semana Santa




Leia também:
“Tarde Te amei!” De Santo Agostinho, uma das mais arrebatadoras orações de todos os tempos

Tags:
DeusIdeologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia