Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Bebê “nascido morto” volta à vida e Vaticano aprova milagre atribuído a arcebispo

FULTON SHEEN, NEWBORN, COLLAGE
Wikipedia - Shutterstock
Compartilhar

7 especialistas médicos assessoraram a congregação vaticana para as Causas dos Santos na avaliação e aprovação do milagre

O reconhecimento vaticano de um impactante milagre levará o arcebispo norte-americano dom Fulton Sheen a ser beatificado.

Fulton Sheen se tornou famosíssimo nas décadas de 1950 e 1960 como pregador e catequista na televisão dos Estados Unidos. Seu programa, acompanhado por milhões de pessoas desde poucos anos após os primórdios das transmissões televisivas, chegou a ganhar um prêmio Emmy, reconhecimento que costuma ser popularmente descrito como o “Oscar da televisão”.

Quanto ao milagre recém-confirmado, trata-se da recuperação inexplicável do bebê James Fulton Engstrom, que nasceu aparentemente morto em setembro de 2010 na cidade de Goodfield, Illinois, Estados Unidos. Enquanto os médicos tentavam reanimar o recém-nascido, que não mostrava sinais de vida, a mãe e o pai, Bonnie e Travis Engstrom, rezavam a Deus, pela intercessão de Dom Fulton Sheen, pedindo pela vida do filho.

A recuperação de James não pôde ser explicada pela medicina. Sete especialistas médicos assessoraram a congregação vaticana para as Causas dos Santos na avaliação e aprovação do milagre registrado em março de 2014 – aliás, a aprovação foi unânime.

O próprio casal relatou o fato no site da família Engstrom neste último fim de semana, após o anúncio do reconhecimento do milagre pela Santa Sé:

“Nossa família soube que o Papa Francisco aprovou oficialmente o milagre atribuído ao arcebispo dom Fulton Sheen, o que significa que nosso amado Sheen será beatificado.

Quase nove anos atrás, nosso bebê nasceu sem batimentos cardíacos. Durante 61 minutos, o nosso recém-nascido, James Fulton, não apresentou pulsação, mas, quando os médicos desistiram de tentar reanimá-lo para declarar a sua morte, ele voltou à vida.

Desde o primeiro dia da vida de nosso filho, as pessoas rezaram pedindo um milagre por intercessão de dom Fulton Sheen. Juntos, com Fulton Sheen, todos nós imploramos a Jesus que curasse o nosso filho. Juntos, imploramos a Fulton Sheen que não parasse nunca de orar por nós, por ele. Juntos, vimos James desafiar todas as leis do mundo natural, da ciência e da medicina, para se tornar um menino normal. E juntos vimos muitos outros rezarem a Fulton Sheen, inspirados pela história de James.

O milagre é milagre de Deus. É Jesus Cristo que venceu a morte. É o nosso Deus amoroso que torna novas todas as coisas. É o Espírito Santo que nos enche de força e de vida. Foi Deus o grande Médico que reativou o coração de James, o seu cérebro e os outros órgãos. Foi a Palavra de Deus que escreveu esta história.

Esperamos este dia durante anos e, agora que ele chegou, estamos tentando encontrar palavras para expressar como nos sentimos. Estamos extasiados! Mas ainda nos surpreende que algo tão extraordinário tenha acontecido à nossa família extraordinariamente comum. Por favor, lembrem-se disso: somos pequenos e sem importância, a não ser pelo fato de sermos conhecidos e amados pelo nosso Bom Deus”

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.