Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Look Up: Histórias de Esperança – das ruas ao perdão no amor

TIM GUENARD
Compartilhar

Episódio 12 da série especial traz o testemunho de Tim Guénard

A mãe de Tim Guénard o abandonou quando ele tinha apenas dois anos de idade. Seu pai, alcoólatra, perdeu o controle e o espancava. As coisas pioraram quando ele se mudou para um orfanato, onde o diretor disse: “O que vamos fazer com essa criança? Tal pai, tal filho. Tim cresceu cheio de ressentimento e violência, querendo matar seu próprio pai. Ele disse: “O ódio foi o que alimentou a minha vida.” Ele conseguiu escapar e acabou vivendo nas ruas de Paris. Ele conheceu alguém que o ensinou a ler, bem como alguém que lhe ensinou a roubar. A vida de Tim parecia destinada a ser um completo fracasso, até que ele conheceu alguém que mudou seu destino. Uma juíza ofereceu-lhe uma chance de redenção. Então, ele conheceu pessoas com deficiência, e isso foi o gatilho que mudou sua vida. Um deles, Vianney, foi a primeira pessoa a domar sua violência e apresentá-lo a Jesus, o “Big Boss”. Um padre mostrou a ele o amor e o perdão de Deus, e a vida de Tim se ergueu como um balão de ar quente. Ele foi libertado do peso da violência, ele se perdoou e aprendeu a amar. Ele se casou com Martine e se tornou pai de quatro filhos. Ele até perdoou o próprio pai. “Hoje, digo que Deus não cometeu nenhum erro. Por quê? Porque eu sou um homem feliz”, disse. Veja:

 

Descubra outras histórias como esta

Boletim
Receba Aleteia todo dia