Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quem é o pe. Donizetti, o novo brasileiro a ser beatificado este ano

Padre Donizetti
Santuário Nossa Senhora Aparecida de Tambaú / Divulgação
Compartilhar

Médicos não puderam explicar a cura completa vivenciada por uma criança que nasceu com o assim chamado “pé torto congênito bilateral”

A diocese de São João da Boa Vista, SP, divulgou nesta última sexta-feira, 19, que a cerimônia de beatificação do pe. Donizetti Tavares de Lima será presidida em Tambaú, SP, no próximo dia 23 de novembro, pelo cardeal Giovanni Angelo Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Mas quem é este Servo de Deus que está prestes a se tornar o mais novo beato brasileiro?

Donizetti nasceu em Cássia, MG, e entrou no seminário diocesano aos 12 anos de idade. Três anos depois, foi estudar em Sorocaba, SP, vindo a cursar Direito, Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote em 12 de julho de 1908 e incardinado na diocese de Pouso Alegre, MG. Depois de passar por diversas outras cidades, tornou-se pároco da igreja de Santo Antônio em Tambaú em maio de 1926, ali permanecendo 35 anos.

A fama de santidade veio acompanhada pela de taumaturgo, o que atraía milhares de peregrinos a irem até a pequena cidade paulista em busca de cura e de milagres diversos por intercessão do sacerdote. Coroando uma vida dedicada por inteiro a Deus e ao próximo, o pe. Donizetti partiu desta vida em 1961, aos 79 anos de idade.

O decreto de reconhecimento de milagre por sua intercessão, assinado pelo Papa Francisco no dia 6 de abril, se refere à graça alcançada pelo jovem Bruno Henrique Arruda de Oliveira, que nasceu em 2006 com o assim chamado “pé torto congênito bilateral“, condição de difícil tratamento. Os médicos não puderam explicar a razão da completa cura desta condição, vivenciada por Bruno e registrada após fervorosas súplicas da mãe da criança a Deus por intercessão do pe. Donizetti.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.