Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

7 motivos para experimentar uma forma moderada de minimalismo

Shutterstock

Rebecca Frech - publicado em 25/07/19

A tendência pode parecer inatingível ou até pouco atraente, mas vale a pena tentar

Não é nenhum segredo que o minimalismo é uma tendência atual. Mas você não precisa se livrar de todos os seus livros ou pintar tudo de cinza para aproveitar os benefícios de uma casa simples e organizada. Jogar fora itens não utilizados, indesejados e até mesmo desejados, mas não necessários, de sua casa, seu carro, sua bolsa ou seu escritório pode ajudar a resolver problemas que você não sabia que tinha. Aqui estão várias razões para praticar uma forma moderada de minimalismo em sua vida:

1DAR UM SIGNIFICADO ESPECIAL AOS SEUS ARTIGOS FAVORITOS

Marie Kondo, a atual rainha da arrumação, diz que você deve guardar apenas as coisas que “despertam alegria” em você. Eu não sei se meu senso de “alegria” é forte o suficiente para tomar uma decisão sobre tudo em minha casa, mas eu sei que descartar itens sentimentais que eu não amo me ajudou a identificar as coisas que eu realmente pretendo passar para meus filhos algum dia.

2Uma questão de organização

Livrar-se de objetos que você não usa e nem são importantes para você vai trazer mais organização para sua casa, menos quedas, mais espaço para cozinhar, menos tempo gasto procurando itens perdidos, menos riscos quando as crianças estão brincando … A verdadeira questão é: por que permitimos que a desordem atrapalhe a nossa vida?

3Uma forma de caridade

Separe as coisas que você não usa e doe para quem precisa. Isso é uma coisa boa – muitos centros de recursos comunitários dependem fortemente ou exclusivamente de doações. Em um brechó no meu bairro, vi itens essenciais sensíveis ao tempo, como assentos de carro infantil, que vão para casas onde eles podem ser bem aproveitados, em vez de juntar poeira em um canto.

4 Fazer um dinheirinho extra

Existem sites e aplicativos que te ajudam a vender as coisas que você não quer mais. Você também pode procurar brechós locais que compram para revender.

5 Crescer em gratidão

Quando você se queixar de algo que funciona perfeitamente bem, lembre-se de quantas pessoas no mundo lutam para comer, beber água limpa ou dormir em um abrigo pacífico à noite. Ou ligue para seus avós. As chances são boas de que eles tenham crescido em um mundo muito diferente. Minha avó, por exemplo, dividia uma cama com suas irmãs, comia apenas abóbora no jantar  e não tinha água corrente em sua casa. Eu sempre tive minha própria cama, comida fresca e variada e chuveiros quentes, embora eu não os mereça mais do que qualquer outra pessoa.

6Oportunidade para fazer amigos

É mais fácil do que você imagina encontrar uma comunidade online de pessoas que estejam tentando organizar suas casas e suas vidas de maneira mais racional. Através de blogs, grupos do Facebook e inúmeras contas de mídia social, as pessoas compartilham fotos inspiradoras de “antes” e “depois” de suas casas, dicas para atacar “áreas problemáticas” e conversam sobre o processo de simplificar vários aspectos de suas vidas.

7Preparação para a morte

Talvez a sua prática do minimalismo dure apenas o tempo da Quaresma. Ou talvez você queira diminuir lentamente seu apego às coisas físicas ao longo de muitos anos. De qualquer forma, a decisão de deixar ir é boa para a alma. Cristo disse que é mais fácil um camelo entrar no buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino de Deus. Certa vez ouvi um padre explicar que os portões de cidades muradas eram muitas vezes estreitos e que as pessoas teriam de desempacotar seus suprimentos das costas de seus camelos antes que pudessem entrar. Nós,  faríamos bem em relembrar as palavras de Cristo sobre o apego aos bens materiais. Memento mori!




Leia também:
Estresse e bagunça? 5 maneiras de alcançar uma mentalidade mais minimalista

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia