Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Qual é o papel do dinheiro na vida do cristão?

FINANCIAL EDUCATION
Volodymyr Tverdokhlib - Shutterstock
Compartilhar

Veja a resposta de um padre economista - e mais 5 conselhos da Bíblia

O jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, perguntou ao jesuíta português pe. Andreas Lind, que é formado em Economia, qual é o papel do dinheiro na vida do cristão. Ele respondeu:

“Jesus nos diz que não é possível servir ‘a Deus e ao dinheiro’ (Mt 6, 24). Se vivermos com o objetivo de fazer cada vez mais dinheiro, usando das nossas forças, dos nossos talentos, das nossas relações, tendo em vista apenas esse fim, caímos na idolatria, porque nos tornamos escravos do dinheiro. Isso não significa que o dinheiro seja mau em si mesmo, ou que as atividades empresariais lucrativas devam ser rejeitadas. Pelo contrário, devem ser estimuladas e postas a serviço do Reino, onde vigora a lei da caridade. O dinheiro é um meio indispensável para a nossa vida social e para o nosso desenvolvimento coletivo. Devemos saber geri-lo e partilhá-lo em prol do bem comum”.

E como interpretar aquela passagem do Evangelho que diz que “é mais fácil passar um camelo numa agulha do que um rico entrar no reino dos céus” (Mt 19,24)? O pe. Andreas comenta:

“(…) Jesus fala da dificuldade dos ricos em entrar no Reino, referindo-se a alguém que tem muito e que não é capaz de partilhar, a ponto de se fechar aos outros e de perder a comunhão com Jesus e com o próximo. Jesus não critica o fato de o jovem rico ter muitas coisas; apenas lamenta a falta de liberdade que o impede de partilhar”.

De fato, o dinheiro é apenas um meio que, em si mesmo, é neutro: nem bom, nem mau. Bom ou mau é o nosso modo de utilizá-lo.

A própria Bíblia, aliás, nos dá conselhos muito proveitosos sobre como lidar com o dinheiro. Aqui vão 5 deles:

1 – Planeje bem os seus gastos e investimentos

Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la? Para que, depois que tiver lançado os alicerces e não puder acabá-la, todos os que o virem não comecem a zombar dele, dizendo: Este homem principiou a edificar, mas não pode terminar (Lucas 14, 28-30).

2 – Mantenha uma poupança

Na casa do sábio há reservas de comida e azeite; o homem imprudente, porém, devora tudo o que pode (Provérbios 21, 20).

3 – Não ame o dinheiro

Aqueles que ambicionam tornar-se ricos caem nas armadilhas do demônio e em muitos desejos insensatos e nocivos, que precipitam os homens no abismo da ruína e da perdição. Porque a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro. Acossados pela cobiça, alguns se desviaram da fé e se enredaram em muitas aflições (I Timóteo 6, 9-10).

4 – Construa uma herança para os seus filhos

Quem se descuida dos seus, principalmente dos de sua própria família, é um renegado, pior que um infiel (I Timóteo 5, 8).

5 – Viva do seu próprio trabalho e não às custas dos outros

Quando estávamos convosco, nós vos dizíamos formalmente: Quem não quiser trabalhar, não tem o direito de comer. Entretanto, soubemos que entre vós há alguns desordeiros, vadios, que só se preocupam em intrometer-se em assuntos alheios. A esses indivíduos ordenamos e exortamos a que se dediquem tranquilamente ao trabalho para merecerem ganhar o que comer (II Tessalonicenses 3, 10-12).

Quer mais conselhos? Veja:

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.