Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O Salmo que salvou um taxista da morte

gun.jpg
Compartilhar

Os bandidos chegaram a colocar a pistola na nunca do motorista, que começou a rezar…

Sexta-feira, três horas da manhã. Sentiu em sua nunca o metal frio da boca da pistola. O ladrão estava com o dedo no gatilho e a ponto de disparar. Sua morte era iminente. 

Minutos antes, ele tinha pegado o casal de namorados em uma rua escura. Teve dúvidas antes de parar seu táxi, mas decidiu pegar os passageiros. Foi um grande erro. Poucos minutos depois, o assaltaram. 

– Passe tudo o que você tem. 

– Tive poucas corridas – respondeu o motorista, e lhes entregou o dinheiro que tinha. 

A mulher, indignada com a pouca quantia, ficou brava e começou a gritar com o noivo: 

– Mate-o. Dê logo um tiro na cabeça dele. 

O ladrão, então, colocou a pistola na nuca do taxista e o obrigou a parar o táxi. 

Muito assustado, o taxista começou a rezar em voz alta: 

“O Senhor é meu pastor, nada me faltará.

Em verdes prados ele me faz repousar. 

Conduz-me junto às águas refrescantes, 

restaura as forças de minha alma. 

Pelos caminhos retos ele me leva, por amor do seu nome. Ainda que eu atravesse o vale escuro, 

nada temerei, pois estais comigo. 

Vosso bordão e vosso báculo são o meu amparo.” 

O motorista ainda repetia: 

– Perdoe-os, Senhor, eles não sabem o que fazem. 

Quanto mais a mulher pedia para o homem matá-lo, o motorista rezava ainda mais alto. Tanto que, inesperadamente, o ladrão baixou a arma e, consternadamente, a guardou. 

– Deixe-nos aqui. Vamos descer aqui, disse o ladrão, que acrescentou à mulher: 

– Não podemos tocá-lo. Ele é um homem de Deus. 

O casal desceu rapidamente do carro e o taxista seguiu sua corrida, agradecendo a Deus por tanta bondade e por ter salvado sua vida. 

Essa história me fez lembrar das palavras de Isaías: 

Nada temas, porque estou contigo, não lances olhares desesperados, pois eu sou teu Deus; eu te fortaleço e venho em teu socorro, eu te amparo com minha destra vitoriosa. Vão ficar envergonhados e confusos todos aqueles que se revoltaram contra ti; serão aniquilados e destruídos aqueles que te contradizem” (Isaías 41, 10).

Nós nunca estamos sozinhos, embora às vezes nos sintamos sós. E não há motivos para temer, sabendo que Deus nos acompanha e cuida de nós. 

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.