Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconAtualidade
line break icon

Livro "Abortos Forçados" põe narrativas abortistas em xeque

Shutterstock

Aleteia Brasil - publicado em 07/08/19

Em países com aborto legalizado, aumenta a pressão social e a coação de terceiros para que as mulheres cometam esse ato

A editora brasileira Estudos Nacionais lançou o livro “Abortos Forçados: como a Legalização do Aborto tira das Mulheres seus Direitos Reprodutivos“, que, logo em seu título, desafia diretamente as alegações dos ativistas pró-aborto que apelam para a ideia de “direitos sexuais e reprodutivos” para “justificar” o extermínio de bebês em gestação.

A obra de 106 páginas é técnica e específica, mas de fácil leitura também para leigos.

Marlon Derosa e a doutora Lenise Garcia, autores do livro, sintetizam nele as principais pesquisas acadêmicas e estatísticas sociais sobre abortos forçados no Brasil e no mundo, além de depoimentos de mulheres que foram pressionadas a abortar.

A poderosa afirmação do subtítulo, de que a legalização do aborto em realidade tira das mulheres seus direitos reprodutivos em vez de garanti-los, se alicerça em pesquisas internacionais que mostram que mais da metade das mulheres que abortaram foram pressionadas socialmente ou coagidas por alguém para fazê-lo. A obra demonstra que esse quadro, em países nos quais o aborto foi legalizado, é mais dramático do que no Brasil, por exemplo, em decorrência da banalização da vida intrauterina: cresce nesses contextos o desrespeito pelo direito da criança à vida e pelo direito da mulher a levar sua gestação adiante.

Informações sobre o livro e como adquiri-lo estão disponíveis no site da editora. Aleteia não recebe qualquer comissão ou remuneração por divulgá-lo: nós o fazemos porque o debate em defesa da vida precisa de mais informação objetiva, sonegada por grande parte da mídia engajada com a causa abortista.

________

Com informações de Estudos Nacionais

Tags:
AbortoIdeologiaVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia