Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 05 Dezembro |
São Saba
home iconAtualidade
line break icon

Venezuela recebe outro envio de ajuda humanitária da Cruz Vermelha

BORDER

Carlos Rodríguez-Andes-(CC BY-SA 2.0)

Agências de Notícias - publicado em 11/08/19

A Venezuela sofre com um delicado quadro de hiperinflação, que terminará 2019 em 1.000.000%, segundo o FMI

Um quarto carregamento de ajuda humanitária chegou nesta sexta-feira (9) à Venezuela, procedente do Panamá, informou a Cruz Vermelha, que já soma 100 toneladas de assistência enviadas ao país com o objetivo de mitigar a profunda crise.

A remessa, que chegou ao porto marítimo de La Guaira, 30 km ao norte de Caracas, contém 11 toneladas de insumos médicos, mosquiteiros para combater a malária e sistemas automáticos de geradores elétricos, segundo um comunicado da organização.

“Com esta ajuda, queremos chegar a quem mais necessita de forma neutra, imparcial e independente”, disse Mario Villarroel, presidente da Cruz Vermelha venezuelana, citado no texto.

A primeira carga de ajuda, com 34 toneladas, chegou em abril, pouco depois de o presidente Nicolás Maduro acordar com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na entrada da ajuda para este país castigado pela pior crise de sua história recente.

Esta quarta remessa segue a outros que chegaram em junho e julho.

“São insumos geridos pela Federação Internacional da Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho através do centro logístico da Federação no Panamá”, explicou à AFP um porta-voz do organismo.

A ajuda foi distribuída em 24 centros de saúde em 16 estados da Venezuela, com o objetivo de beneficiar 650.000 pessoas ao ano, destacou o comunicado.

A Venezuela sofre com um delicado quadro de hiperinflação, que terminará 2019 em 1.000.000%, segundo o FMI.

A crise encontra sua face mais frágil na dificuldade em encontrar medicamentos, alguns escassos, e outros inatingíveis para a maioria da população.

Maduro e seus aliados atribuem as carências às sanções impostas pelos Estados Unidos, que se intensificaram nesta semana com um bloco a seus ativos no país norte-americano e ações contra qualquer empresa que negocie com o governo socialista.

Washington pressiona pela queda de Maduro, a quem considera ilegítimo, e reconhece, junto com 60 países, a Juan Guaidó como presidente interino.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
HUG
Dolors Massot
Médico abraça paciente com Covid-19 que chora...
PADRE NO ALTAR DA MISSA
Reportagem local
Missa de Crisma é interrompida por policiais ...
Missa de Crisma
Reportagem local
Arcebispo detona interrupção de Missa: "Ocorr...
BOKO HARAM NIGÉRIA
Francisco Vêneto
Terroristas islâmicos degolam mais de 100 pes...
Bispo brasileiro Dom Antônio Carlos Rossi Keller
Reportagem local
Mais um bispo brasileiro detona: "Autoridades...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia