Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

5 músicas pop que expressam a fé

Il chitarrista The Edge e il cantante Bono degli U2 durante il Joshua Tree Tour 2017 il 28 giugno 2017 al MetLife Stadium a East Rutherford, New Jersey. Mike Coppola/Getty Images/AFP
Compartilhar

Canções de introspecção e reflexão espiritual de artistas famosos – ainda que controversos em termos de adesão à doutrina

No panorama musical de hoje, um artista secular raramente pode escrever uma canção espiritualmente inspirada sem se identificar como “artista eclético”. A linha notória entre o secular e o religioso está sempre presente aos olhos dos críticos, mas não é assim que a música historicamente foi categorizada.

Já falamos sobre as origens católicas da música ocidental e da época em que a música era escrita principalmente com o objetivo de glorificar a Deus. Ainda recentemente, nos anos 80, a banda Mr. Mister conseguiu escrever Kyrie sem ser questionada se havia mudado de gênero para o Rock Cristão.

Aqui estão algumas músicas inspiradas pela fé de artistas seculares que conseguiram permanecer altamente respeitados na cultura pop. Essas músicas carregam uma profunda introspecção em tópicos de fé, vida após a morte, perdão e o que significa se render a um poder superior.

Não quer dizer, porém, que os artistas em questão adiram plenamente à doutrina católica. Um caso que gera controvérsias é Bono, do U2, que oscila entre mostras de fé e atitudes opostas a ela, como a sua postura no tocante ao aborto:

Leia também: A reação dos católicos diante da posição pró-aborto do U2

Feita a ressalva, é interessante considerar a aberta influência da fé em composições musicais de artistas mundialmente renomados:

1) “Where the Streets Have No Name” – U2

“Where the Streets Have No Name” é do álbum de 1987 do U2, Joshua Tree. Ela abre com uma introdução em órgão, característica de muitas músicas cristãs. E se transborda em um ritmo frenético, que se encaixa perfeitamente no primeiro verso, “I want to run”. A letra de Bono fala sobre a imperfeição do homem e do desejo de viver dentro dos ideais de uma vida espiritual, para chegar ao lugar “Onde as ruas têm sem nome ”, uma excelente alusão ao céu.

2) “Some Folks’ Lives Roll Easy” – Paul Simon

Uma música agradável cuja letra reflete sobre os problemas da vida e traz um diálogo com o Todo-Poderoso no segundo verso:

E aqui estou, Senhor
Estou chamando onde o Senhor atua
Eu sei que não tenho nada aqui
Mas o Senhor disse que se eu estivesse preso
Poderia confiar em Ti

A letra inspira-se nos versículos recitados antes da Comunhão:

“Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e serei salvo”- Mateus 8: 8

3) “Fallen” – Sarah McLachlan

McLachlan escreveu várias músicas com letras claramente inspiradas em sua fé. Aqui ela canta sobre a queda e a busca da redenção. Quando o mundo a abandona, ela se volta para Deus em busca de consolo. Seu terceiro verso é quase como um salmo:

O Céu se curva para pegar minha mão
Eu não teria mais nenhum outro lugar para olhar
Estou perdida perante aqueles que eu achava que eram amigos
Perante todos que conheço
Oh, eles viram a cabeça, envergonhados
Fingem que não veem

4) “Hear Me, Lord” – George Harrison

George Harrison teve uma longa jornada de fé em sua vida, que começou no cristianismo e acabou se voltando para o hinduísmo. “Hear Me, Lord” foi escrita logo após a separação dos Beatles e é interessante porque é a primeira música que ele escreveu desde sua conversão sem ter referências hindus. De fato, as letras sugerem facilmente que ele poderia estar cantando para o Deus cristão, buscando perdão:

Por favor, aqueles anos em que eu Te ignorei, hmm
Perdoai-os o Senhor
Aqueles que sentem que não podem dispor de Ti, hmm
Ajudai-me, Senhor, por favor

É interessante que Harrison tenha acrescentado a linha “Perdai-os, Senhor”, ecoando algumas das últimas palavras proferidas por Cristo durante sua Crucificação.

5) “Kyrie” – Mr. Mister

É uma loucura imaginar que uma música pop que frequentemente faz referência à frase litúrgica grega “Kyrie Eleison” (Senhor, tenha misericórdia) poderia “viralizar” em 1986. Mas “Kyrie”, de Mr. Mister, foi a número 1 das paradas por duas semanas. A música fala do tema do despertar espiritual e do poder de cura de Deus:

Senhor, tenha misericórdia, na estrada pela qual devo viajar
Senhor, tenha piedade, na escuridão da noite
Senhor, tenha misericórdia, aonde eu vou, você vai me acompanhar?
Senhor, tenha misericórdia, na estrada sob sua luz

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.