Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

O que aconteceu na Argentina? Entenda a semana

CAMINO DE SANTIAGO

Asociacion Amigos Del Camino De Santiago Argentina

Agências de Notícias - publicado em 18/08/19

O liberal Macri teve uma derrota esmagadora ao obter apenas 32% dos votos contra o peronista de centro esquerda, Alberto Fernández

A Argentina viveu uma semana tumultuada, após as eleições primárias que puseram em xeque o governo de Mauricio Macri e geraram ansiedade nos mercados.

A seguir, cinco perguntas diante de um cenário de incerteza política e econômica:

– Por que as eleições primárias afetaram a economia? –

A Argentina realizou eleições primárias, no dia 11 de agosto, com indicações previamente definidas e sem competição interna. As eleições se tornaram uma pesquisa em escala real, e o golpe sofrido pelo presidente abalou a economia em recessão desde 2018.

O liberal Macri teve uma derrota esmagadora ao obter apenas 32% dos votos contra o peronista de centro esquerda, Alberto Fernández.

Esse resultado fez o peso despencar e causou uma queda de 31,44% no mercado de ações de Buenos Aires, nos últimos cinco dias.

– Como a perda de valor do peso impactou a dívida? –

A dívida pública da Argentina ficou mais pesada com a perda de valor da moeda. Segundo os últimos dados oficiais, a dívida pública equivale a 88,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

“Isso ocorre, porque cerca de 80% da dívida do setor público é denominada em dólares, ou em outras moedas, enquanto as receitas do governo e o PIB estão em pesos”, disse Carlos de Sousa, da Oxford Economics, à AFP.

O economista acrescentou que “um peso mais fraco implica um endividamento mais pesado e diminui a capacidade da Argentina de pagar suas dívidas”.

– Por que pode haver um novo “default” da Argentina? –

O mercado está menos disposto a emprestar para a Argentina, trazendo de volta o fantasma do calote de 2002, que isolou o país dos mercados globais.

“Já que os mercados argentinos continuam sob pressão, é cada vez mais provável um descumprimento da dívida soberana”, opinou Edward Glossop, da Capital Economics.

Carlos de Sousa antecipa uma reestruturação da dívida que seria por definição – segundo ele – uma moratória, no máximo até 2020.

“Mas não esperamos uma inadimplência como em 2002. Deve ser mais um processo ordenado, em que o FMI (Fundo Monetário Internacional) faz uma reavaliação da sustentabilidade da dívida da Argentina”, disse ele.

– O que se espera do FMI? –

O FMI concedeu à Argentina o maior empréstimo de sua história. Foram cerca de 57 bilhões de dólares em 36 meses, cujos vencimentos começam em 2021, em troca de um severo ajuste fiscal para equilibrar as contas públicas.

Até agora, o Fundo desembolsou cerca de 44,1 bilhões de dólares desde que o crédito foi aprovado em junho de 2018.

“Mas, se a incerteza política continuar a confundir os investidores, é provável que o próximo governo renegocie urgentemente com o FMI”, disse Benjamin Gedan, diretor do programa argentino do Wilson Center, um think tank de Washington.

– Quais são os principais indicadores no futuro? –

O CEO da Gear Capital Partners, Jorge Piedrahita, disse à AFP que há variáveis importantes a serem consideradas, como depósitos em pesos e em dólares no sistema bancário local.

“Embora os bancos tenham uma boa posição de liquidez, o sentimento negativo e a fuga de capitais podem forçar medidas drásticas por parte do governo: os controles de capital são o primeiro item da lista”, afirmou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia