Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Agosto |
São Maximiliano Maria Kolbe
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Organização Pan-Americana alerta para ‘aumento notável’ de casos de dengue na América Latina

FRANCE-SANTE-HOPITAL

PHILIPPE HUGUEN / AFP

Agências de Notícias - publicado em 18/08/19 - atualizado em 18/08/19

A dengue, infecção viral que pode matar, afeta sobretudo crianças e adolescentes

A América Latina e o Caribe passam por um novo surto de dengue, “com um aumento notável de casos” depois de dois anos de baixa incidência, advertiu nesta quinta-feira a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que pediu a eliminação de focos dos mosquitos que transmitem a doença.

A dengue, infecção viral que pode matar, afeta sobretudo crianças e adolescentes.

De janeiro a julho desse ano, mais de dois milhões de pessoas contraíram a doença e 723 morreram, segundo a última atualização epidemiológica da Opas, datada em 9 de agosto. O número de casos ultrapassa o total reportado em 2017 e 2018, embora até agora seja inferior ao registrado em 2015-2016.

Nicarágua, Brasil, Honduras, Belize, Colômbia, El Salvador, Paraguai, Guatemala, México e Venezuela são os países mais afetados, segundo a quantidade de casos novos para cada 100.000 habitantes, segundo a Opas.

“A região atravessa um novo período epidêmico de dengue com um aumento notável de casos”, afirmou Marcos Espinal, diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis e Determinantes Ambientais da Saúde da Opas, citado em um comunicado.

O aumento das temperaturas pelas mudanças climáticas e a grande capacidade de adaptação do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença, propiciam que isso ocorra, segundo especialistas.

Os menores de 15 anos estão entre os mais atingidos. Na Guatemala, representam 52% do total de casos de dengue grave, enquanto que em Honduras constituem 66% de todas as mortes confirmadas.

Segundo Espinal, esta população esteve menos exposta ao vírus por sua idade e por isso carece de imunidade.

A dengue é causada por um vírus que tem quatro serotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Todos circulam nas Américas.

Quando uma pessoa se recupera da infeção, ela adquire imunidade contra o serotipo que a afetou, mas ser infectada por outros serotipos aumenta seu risco de ter uma manifestação mais grave da doença. O serotipo 2 é um dos mais letais e é o que atualmente mais afeta crianças e adolescentes.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia