Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O complexo monástico que tem 11 séculos e está a 40 metros de altura

KATSKHI PILLAR
Andrei Bortnikau | Shutterstock
Compartilhar

Este monólito gigante ficou conhecido como “Pilar da Vida” e revela muita simbologia

No alto de um monólito (pilar de uma única pedra) de 40 metros de altura, na região georgiana ocidental de Imereti, fica o Complexo do Pilar Katskhi, uma pequena comunidade monástica.

O local contém os remanescentes de uma igreja dedicada a São Máximo, o Confessor: uma cripta, três eremitas, uma adega e uma pequena fortificação comumente chamada de “parede de cortina”.

O pilar foi abandonado por alguns anos antes que o montanhista Alexander Japaridze e sua equipe o escalassem, em 1944. Eles relataram ter encontrado ruínas de duas igrejas dos séculos V e VI. Pesquisas posteriores, entretanto, provaram que as estruturas foram construídas nos séculos IX e X.

Um pequeno bloco de pedra calcária, descoberto em 2007, continha o nome do fundador do complexo do mosteiro, Giorgi, e histórias referentes ao pilar, tido como o “Pilar da Vida”.

A vida religiosa no topo do pilar foi revivida em meados da década de 1990, e o mosteiro foi reconstruído entre 2005 e 2007. Hoje, uma escada leva ao topo do complexo do pilar, onde há uma igreja construída na base do monólito. Mas os visitantes não podem mais escalar a pedra, já que o mosteiro não está aberto aos turistas.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.